Qual é o melhor método de depilação?

Qual é o melhor método de depilação?

Atualizado: Quarta-feira, 11 Junho de 2008 as 12

Por Myrian Rosário

Cera fria, quente, creme depilatório... Conheça um pouco mais sobre esses métodos e faça a melhor escolha!

 

As ceras em geral são compostas de colofônios (um tipo de resina extraída de plantas como o eucalipto, por exemplo, com grande poder de aderência) e resinas, de origem mineral e vegetal, que têm a função de aderir na pele e retirar os pêlos mecanicamente.     A maioria das ceras é enriquecida com óleos vegetais e ingredientes umectantes, que ajudam a neutralizar o efeito levemente sensibilizante dos produtos que retiram o pêlo", observa o cosmetólogo Marcelo Schulman. "A diferença entre os tipos de cera está nas indicações e contra-indicações de cada uma", dia ele. Veja nas especificações abaixo:

Cera Fria: é aconselhada para todos os tipos de pele, principalmente as que têm tendências às varizes e são sensíveis ao calor. De acordo com especialistas da área, o método com cera fria é o mais dolorido, uma vez que não há nenhum fator que favoreça a saída dos pêlos, como ocorre com a cera quente. Cera Quente: utiliza-se do mesmo método de aplicação da cera fria, como foi citado anteriormente, mas o produto é diferenciado pelos seus diversos princípios ativos - algas, egípcia, negra - que são usados para enriquecer a fórmula, já que a base de todas elas é a mesma. "Essa cera é contra-indicada para as mulheres na Terceira Idade, pois os mais velhos têm maior tendência ao surgimento de varizes ou vasinhos e também para quem tem pele muito sensível, por causa do calor", alerta Schulman. De acordo com Diva Breda, especialista na área, há uma maior ocorrência de pêlos encravados com esse método, pois a alta temperatura do produto sensibiliza a pele, provocando uma queratinização. "Como a pele fica mais grossa, é mais fácil o pêlo encravar", alerta Diva.

Cera de mel e limão: utilizada numa temperatura morna, a cera de mel e limão retira os pêlos com a ajuda de pequenas faixas de papel especial para a depilação. Este método não provoca muita dor, mas é contra-indicado para quem apresenta varizes mais altas, já que este tipo de depilação pode feri-las e até rompe-las. Segundo Marcelo Schulman, o mel ajuda a hidratar e clarear a pele, o limão, que é fotossensível, torna obrigatórios cuidados maiores com a proteção solar após a depilação com esse tipo de cera.

Cremes e mousses depilatórios: produtos químicos que fazem cair o pêlo assim que aplicados na pele. É recomendado o teste de sensibilidade antes da aplicação, pois o uso pode provocar algum tipo de alergia à pele."Podem causar sensibilidade, por isso, é indispensável fazer um teste antes da aplicação. Podem provocar ardência, irritações e até alergia. Indicado para peles mais resistentes", ensina o cosmetólogo.

Depois de escolher o método, é valido lembrar que boa higienização da pele antes da depilação ajuda a eliminar as bactérias existentes na superfície cutânea e a evitar os riscos de contaminação e foliculite (inflamação do folículo piloso). Já em peles com pêlos mais grossos, a aplicação prévia de um peeling cosmético composto por microesferas de polietileno pode facilitar o processo de depilação.

veja também