Qualidade de vida é bom argumento, ao ensinar as crianças a economizarem

Qualidade de vida é bom argumento, ao ensinar as crianças a economizarem

Atualizado: Terça-feira, 1 Dezembro de 2009 as 12

Dez entre dez especialistas acreditam que ensinar as crianças a lidarem com dinheiro desde pequenas irá ajudá-las a se tornarem Dez entre dez especialistas acreditam que ensinar as crianças a lidarem com dinheiro desde pequenas irá ajudá-las a se tornarem adultos financeiramente responsáveis. Contudo, a tarefa não é fácil. Nestas horas, falar de qualidade de vida pode ser um bom argumento.

A dica faz parte da cartilha sobre uso consciente do dinheiro do Banco Itaú, que reconhece que é muito difícil para as crianças fazerem economia e adiarem a compra de algo que desejam.

Por outro lado, cabe aos pais mostrar aos filhos que o uso desordenado do dinheiro pode prejudicar o bem-estar da família, já que, para pagar os excessos de todos, será preciso trabalhar mais.

Dicas

Ainda conforme o material, os pais precisam deixar claro para os filhos que o dinheiro nunca deve ser mais relevante dos que as relações familiares, sendo que ele deve proporcionar uma vida mais confortável a todos.

Outra maneira de sensibilizar as crianças é mostrando que, ao fazer economia para gastar de forma planejada no futuro, ela pode ter itens que deseja, mas que parecem de difícil alcance, como um videogame ou uma viagem. Lembrando que, neste caso, é importante ensinar à criança a calcular quanto tempo levará para atingir o objetivo, dando noções de metas e prazos.

Por fim, não esqueça de mostrar ao seu filho que ele está colaborando para aumentar o dinheiro no caixa da família, quando fala pouco ao telefone, não deixa a televisão ligada enquanto não está prestando atenção ou reduz as horas que fica em frente ao computador.

Por: Gladys Ferraz Magalhães

veja também