Quer medir forças? Desista... Ele é o cabeça

Quer medir forças? Desista... Ele é o cabeça

Atualizado: Quarta-feira, 28 Maio de 2008 as 12

Quer medir forças?  Desista... Ele é o cabeça

 Muitos casamentos têm sido verdadeiros desastres porque a competição pelo poder, dentro do próprio lar, acaba sufocando o direito outorgado por Deus.

Ora, não se pode medir forças com Deus. O que Ele determinou e selou, ninguém muda. Ou o ser humano é quebrado e aceita a perfeita vontade de Deus, ou viverá durante toda a sua vida em conflito contínuo.

A mulher de Deus não age segundo os desejos do seu coração e, muito menos, segundo as determinações do que é considerado justo para esse mundo. A mulher só consegue, de fato, se realizar dentro de um casamento, quando decide fazer a vontade de Deus. Quando isso fica bem esclarecido dentro dela, é o próprio Deus quem se levanta do trono de glória e abraça as causas dessa mulher. A partir da obediência dela é que as mãos de Deus começam a agir.

"Vós, mulheres, sede submissas a vossos maridos, como convém no Senhor. Vós, maridos, amai a vossas mulheres, e não as trateis com amargura." (Colossensses 3:18-19)

Uma mulher que reconhece o seu lugar determinado por Deus tem como presente do Senhor um marido apaixonado e sempre disposto a realizar os seus desejos. Quando, porém, ela não está debaixo da obediência, há quebra de aliança e as bênção não se manifestam.

"... Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar." (I Samuel 15:22)

Independente do que cada mulher queira para si, existe uma verdade absoluta, e essa não procede do homem, mas da boca de Deus: "Quero, entretanto, que saibais ser Cristo o cabeça de todo homem, e o homem, o cabeça da mulher, e Deus, o cabeça de Cristo." (I Coríntios 11:3)

veja também