Radiação UV é perigosa também no inverno

Radiação UV é perigosa também no inverno

Atualizado: Quinta-feira, 17 Julho de 2008 as 12

A exposição excessiva aos raios ultravioletas do sol é um risco também durante o inverno. O alerta é do oftalmologista Newton Kara José Júnior, chefe do setor de catarata do Hospital das Clínicas de São Paulo. Segundo o especialista, a população tende a não associar os dias mais frios do ano com os efeitos nocivos provocados pelo sol, principalmente entre 10h e 16h, expondo-se mais sem proteção.

"A maior parte das pessoas não relaciona o inverno, mesmo os dias mais secos e de muito sol, com as medidas de proteção que lembramos sempre no verão, como lentes fotossensíveis com filtro para raios UVA/UVB e aplicação do protetor solar", explica. "Mas é preciso lembrar que os efeitos nocivos do sol para a visão e a pele são cumulativos, ou seja, sem proteção durante os meses de inverno, o risco é maior", completa.

Em latitudes mais baixas, próximas à linha do Equador, onde está boa parte do território brasileiro, as diferenças na intensidade dos raios UVA e UVB entre as estações do ano são bem menores que as verificadas em países como Canadá, Alemanha e Chile. Isso significa que mesmo nos meses mais frios a intensidade dos raios UVA e UVB continua alta e exige proteção. O uso de óculos com lentes fotossensíveis em todas as épocas do ano, por exemplo, ajuda a proteger contra uma série de problemas para a saúde visual e pode evitar doenças oculares a esse tipo de radiação.

De acordo com dados do Centro de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC), nos próximos dias, a intensidade dos raios ultravioleta nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, por exemplo, exige cuidados na exposição, como uso de bonés e protetor solar. Em Belo Horizonte, a intensidade dos raios UV nas últimas semanas é tão alta quanto em Salvador, exigindo cuidados redobrados, principalmente para crianças, adolescentes e idosos.

"A exposição dos olhos aos raios ultravioleta sem qualquer proteção acelera o processo degenerativo do globo ocular. Imaginando que as pessoas não se protegem nos meses de inverno, percebemos porque é tão importante esse tipo de alerta assim como o uso de lentes fotossensíveis", completa Newton Kara José Júnior. "Estamos falando em acelerar doenças como catarata e degeneração macular relacionada à idade. Já alertamos muito para a proteção da pele, mas esquecemos dos olhos", avalia o especialista.

Mesmo em dias de inverno e aparentemente sem muita luminosidade, a radiação ultravioleta está presente e a recomendação dos médicos é que devemos nos proteger cada vez mais e durante todos os meses do ano, inclusive no inverno. Quanto à saúde dos olhos, o uso de lentes fotossensíveis, como as novas lentes Transitions , promovem uma proteção contra a radiação UVA e UVB, além dos benefícios de poder usar em todo e qualquer ambiente propiciando um melhor conforto visual e recomendada a todas as faixas etárias.

veja também