Refrigerantes e diabetes na gravidez

Refrigerantes e diabetes na gravidez

Atualizado: Segunda-feira, 11 Janeiro de 2010 as 12

As gestantes que, no fim do ano, se entupiram de refrigerantes à base de cola por causa da restrição ao álcool motivada pela gravidez podem não ter feito uma boa escolha para sua saúde. Um novo estudo da Universidade do Estado da Louisiana, nos EUA, indica que o consumo excessivo dessas bebidas durante a gravidez pode aumentar o risco de diabetes gestacional. Avaliando dados de 13,5 mil mulheres que tiveram pelo menos uma gestação no período entre 1992 e 2001, os pesquisadores notaram que aquelas que consumiam cinco ou mais porções de bebidas açucaradas à base de cola tinham 22% mais chances de desenvolver o diabetes durante a gravidez do que aquelas que bebiam menos de uma porção por mês. E esses resultados – que não foram os mesmos para outras bebidas açucaradas ou para versões dietéticas das bebidas de cola – se dariam independentemente de obesidade, níveis de atividades físicas, dieta e outros fatores de risco para o diabetes.

"As exigências que a gravidez coloca sobre o metabolismo da mulher podem 'desmascarar' uma tendência a desenvolver diabetes e condições similares", explicaram os autores. "Beber refrigerantes de cola poderia contribuir para essa tendência ao ter uma dieta cheia de açúcar, que por si só pode ser prejudicial para as células beta produtoras de insulina no pâncreas", acrescentaram. Por isso, se as gestantes tiverem os famosos "desejos", os pesquisadores recomendam recorrer ao consumo moderado de bebidas diet.

veja também