Relações sexuais na terceira idade é importante para a qualidade de vida

Relações sexuais na terceira idade é importante para a qualidade de vida

Atualizado: Quinta-feira, 20 Janeiro de 2011 as 5:20

O sexo não é privilégio dos jovens. Tanto os homens quanto as mulheres podem praticá-lo por toda a vida. A diferença é que em idades mais avançadas a preocupação com a "quantidade" é substituída pela ideia de "qualidade". Na terceira idade, além da satisfação física, o sexo reafirma o vínculo e o afeto do casal, demonstrando que uma pessoa pode ser muito valiosa para a outra. Sexo é vida!

A novela "Passione", da Rede Globo, mostrou que é possível pessoas idosas se sentirem amadas e desejadas, como foi o caso da divertida Dona Brígida, interpretada pela atriz Cleyde Yáconis. Ela é a prova ficcional de algo que existe, sim, na realidade. Mesmo com a idade já bastante avançada, a senhorinha despertou muito desejo e fez muitas estripulias amorosas com os personagens Diógenes (Elias Gleizer) e Benedetto (Emiliano Queiroz).

Segundo a Dra. Edith Horibe, PhD pela Faculdade de Medicina da USP, presidente da Academia Brasileira de Medicina Antienvelhecimento (ABMAE), expoente em Gestão Antienvelhecimento e em Estética Médica, praticar sexo e dar boas risadas ajuda a retardar o envelhecimento. "Quando você ri, está alegrando seus órgãos. A risada rejuvenesce, assim como uma boa alimentação e a prática sexual. Tusso isso é importante para o processo de envelhecer bem", afirma.

Como a medicina antienvelhecimento é preventiva, quanto mais cedo a pessoa se voltar aos cuidados para alcançar a longevidade, melhor. "Quando nascemos já estamos envelhecendo. É uma questão cultural. Mas é preciso fazer as pessoas entenderem que tudo é um aprendizado. E tudo começa com a consciência: se você pensa que é jovem, você é jovem. Se você pensa que é acabado, você estará acabado. Não importa se tem 25 ou 50 anos", afirma Dra. Edith.

No dia a dia, além do sexo e de boas risadas a meditação é excelente para conter o nível de estresse. Com 20 minutos de manhã e à noite, a pessoa lida melhor com as tensões do cotidiano. "Estou falando de comprovação científica, não é 'achismo'. A pressão e os batimentos cardíacos melhoram quando a pessoa entra em um estado de relaxamento. Fisicamente, a pessoa também fica mais saudável", explica Dra. Edith.

Mas a médica enfatiza que é muito importante não deixar a vida sexual de lado. Tanto é que ela recomenda a modulação hormonal para a terceira idade, fase da vida em que a taxa de hormônios cai acentuadamente. Com o equilíbrio deles no organismo, a pessoa tem de volta a disposição e a libido, evitando a insônia e a depressão. É vida longa!

veja também