"Relações sexuais, no matrimônio, são mandamentos", afirma pastor

"Relações sexuais, no matrimônio, são mandamentos"

Atualizado: Sexta-feira, 22 Junho de 2012 as 3:16

A falta de entendimento sobre sexualidade é motivo do fim de diversos casamentos, de acordo com o pastor presbiteriano Paulo Junior.

Baseado no que a Bíblia diz em I Coríntios 7: 'O marido pague à mulher a devida benevolência, e da mesma sorte a mulher ao marido...', o pastor ensina sobre sexo no casamento.

“Nós precisamos aprender isso, as relações sexuais, dentro do contexto do matrimônio, são mandamentos", afirma.

Apontando para Provérbios 5, ele incentiva os casais a terem uma vida sexual ativa, afirmando que o sexo é “prazeroso”, “gostoso”, “feito por Deus”, para ser feito dentro do matrimônio. Segundo ele, a carta de Coríntios aponta que não fazer sexo é pecado e que por isso muitos estão em crise.

Paulo Junior lembra que o corpo de um pertence ao outro e ambos devem levar o cônjuge ao clímax.

Leia também:

Sexo oral no casamento. Pode ou não pode? - parte 2

O que a Bíblia fala sobre adultério?

A liberdade no sexo e a busca por meios de atingir o prazer também foram citados como válidos, mas, acabando com a curiosidade de muitos, reafirmou a proibição do sexo anal, alegando ser um comportamento vindo da pornografia.

“Você não pode usar o sexo como jogo de interesse, você não pode manipular relação através do sexo”, disse o pastor, alertando ao fato de que não se deve usar a área sexual para fazer nenhum tipo de chantagem.

Esses comportamentos equivocados, segundo ele, geram a busca por pornografia, masturbação e até adultério. “Muito do adultério são frutos dos casais não terem vida sexual ativa, dos cônjuges não serem satisfeitos por seus parceiros”, expôs.


com informações do Christian Post

veja também