Saiba como se proteger dos perigos da radiação ultravioleta

Saiba como se proteger dos perigos da radiação ultravioleta

Atualizado: Quarta-feira, 24 Fevereiro de 2010 as 12

O calor excessivo está tomando conta da população e tem atingido proporções alarmantes. E não é exagero, não. Prova disso é que a radiação ultravioleta bateu recorde na capital paulistana nesta terça-feira, 23 de fevereiro. Os índices atingiram o nível máximo e a intensidade dos raios UV chegou a 14 por volta das 12h de ontem (a escala de risco da luz ultravioleta é medida em uma tabela que vai de 1 a 14). Somando-se a isso, a temperatura máxima atingiu 33,1ºC e a umidade do ar ficou abaixo dos 40% recomendados. Haja fôlego para aguentar tanto calor. Mas só fôlego não basta. A população tem que cuidar, de maneira especial, da saúde da pele e da alimentação. Veja dicas de especialistas para enfrentar a situação.

Quem pensa que cuidar e proteger a pele é necessário somente quando está diretamente exposto ao sol está bem enganado. A verdade é que o asfalto, por exemplo, reflete o sol e, dessa forma, aumenta a temperatura da pessoa pelo calor. Por isso, o recomendado é que se use filtro solar todos os dias, independente de estar diretamente exposto ao sol. Esse hábito também indenpende da idade e deve começar a ser praticado desde bebê, afinal, os danos do sol são cumulativos.

Mesmo não estando na praia, quem trabalha na rua ou passa horas no trânsito deve ter o cuidado de aplicar protetor solar e reaplicá-lo a cada duas horas. Isso porque quanto maior a radiação, menos tempo a proteção vai durar. Por isso a necessidade da reaplicação.

Quanto aos protetores solares, devemos escolher aqueles que têm proteção contra raios UVA (possui intensidade constante durante todo ano. Penetra profundamente a pele sendo a principal responsável pelo fotoenvelhecimento) e UVB (sua incidência aumenta muito durante o verão e esses raios penetram superficialmente a pele, causando queimaduras solares. É a principal responsável pelas alterações celulares que predispõem ao câncer da pele. A dermatologista Fabiana Simão Pietro recomenda que o FPS, que protege dos raios UVB, seja acima de 30 e que o PPD, que protege dos raios UVA, tenha um terço do valor do FPS, portanto, fique atento a isso na hora de comprar o seu produto.

Algumas mulheres usam maquiagens que já protegem contra o sol. A dermatologista afirma que no dia-a-dia elas podem, sim, substituir os protetores solares desde que tenham qualidade e garantam proteção com o mesmo princípio do filtro. Isso significa, mulheres, que vocês podem usar, por exemplo, a base com proteção 30 diariamente, mas não se esqueçam de reaplicá-la a cada 2 horas para grantir uma proteção eficaz.

Especialistas recomendam que as pessoas evitem a exposição ao sol no período entre 10h e 16h. Também evite fazer exercícios físicos sob o sol nessas horas.

Alimentação

Parece que até a fome diminui quando o dia está excessivamente quente, mas não é por isso que você deve deixar de se alimentar. A dica é comer de forma correta alimentos adequados para essa estação. A nutricionista Eliane Romantini indica ingestão de alimentos refrescantes, como saladas cruas, vegetais e carnes magras no almoço e janta e bastante fruta ao longo do dia. "Invista nas frutas diversificadas, nas ricas em vitamina C, como goiaba, kiwi, laranja, morango; nas ricas em vitamina A, como mamão, manga. O ideal é ingerir cinco porções ao dia", comenta a especialista.

E não esqueça de se hidratar. A hidratação é importantíssima nesse período, porque é quando perdemos mais líquidos e sais minerais por conta do aumento da transpiração. Beba, pelo menos, 2 litros de água por dia, tome água de coco, chá gelado e bastante suco.

por Tamirys Collis

veja também