Santifica o teu marido

Santifica o teu marido

Atualizado: Quinta-feira, 9 Outubro de 2008 as 12

"Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, pensava como menino; quando cheguei a ser homem, desisti das coisas próprias de menino." (1 Coríntios 13:11) O menino, em algumas versões bíblicas, é traduzido como criança.

A imaturidade emocional e espiritual pode causar muitas transtornos dentro de um casamento. Uma mulher que não tem uma vida de comunhão com Deus em oração, jejum e vigilância, dificilmente saberá como proceder diante de situações que exijam sabedoria.

Uma pessoa imatura, ou um "bebê" na fé, é notoriamente egoísta. Só pensa em si mesma e no que deseja. Literalmente, um neném, quando se encontra em uma situação desconfortável, grita até que alguém o socorra. Os pais, porém, trabalham continuamente e pacientemente para que seu filho, com o passar do tempo, amadureça tanto no plano físico e intelectual, como no emocional.

Muitas pessoas amadurecem física e intelectualmente, mas espiritualmente ficam atrofiadas, envolvendo grande parte de suas emoções. Casam para ser feliz, mas em momento algum pensam em fazer o cônjuge feliz. Se algo diferente de suas expectativas acontece no decorrer do dia-a-dia, a reação é sempre a mesma: choro, raiva, autopiedade, quando não lançam em cima do companheiro o que lhes vem à mão.

Quando duas crianças brincam sem a supervisão de um adulto, certamente o resultado pode não ser muito favorável. Assim também é um casal sem maturidade. Os traumas podem começar já na lua-de-mel.

A maturidade espiritual e emocional envolve um crescimento contínuo, e este crescimento só acontece quando há um controle por parte do Espírito Santo. É preciso querer amadurecer. A Palavra de Deus deixa claro que tipo de postura uma mulher precisa ter para que seu casamento seja de fato uma bênção. "Porque o marido incrédulo é santificado no convívio da esposa, e a esposa incrédula é santificada no convívio do marido crente. Doutra sorte, os vossos filhos seriam impuros; porém, agora, são santos." 1Coríntios 7: 4

veja também