Sentimento de tristeza no Natal não é algo fora da normalidade

Sentimento de tristeza no Natal não é algo fora da normalidade

Atualizado: Segunda-feira, 20 Dezembro de 2010 as 5:18

O Natal é uma época em que grandes emoções afloram, quando refletimos sobre a vida, os entes queridos que já se foram e enfrentamos o estresse de comprar os presentes e preparar as festas para receber as pessoas próximas.

Sentimento de tristeza no Natal não é algo fora da normalidadeE se somado a tudo isso ainda há algum problema econômico rondando nossas cabeças, o que pode acontecer é que alguns indivíduos podem sofrer de “tristeza de Natal”. “Essa é uma época do ano em que as pessoas ficam mais vulneráveis à depressão de qualquer maneira”, diz Angelos Halaris, pesquisador da Universidade de Loyola, nos EUA. “A época de festas é por si só um grande desafio, e se algum problema paralelo ocorre – como a perda de um emprego ou a falta de dinheiro – isso pode impactar e fazer que alguns indivíduos desenvolvam sintomas depressivos.”

Algumas dicas para manter a depressão sob controle, explica Halaris, é manter firme uma rotina de exercícios, fortalecer os laços afetivos e sociais com pessoas próximas e confidentes, ou mesmo – para alguns – focar as questões espirituais. Além disso, diz o especialista, é bom manter o sono em dia e cuidar dos afazeres do dia a dia (focar em algo que possa aliviar os pensamentos negativos).

Para aqueles que perderam uma pessoa querida, uma cadeira vazia na mesa ou um presente a menos na árvore de Natal pode ser bastante doloroso, pois a lembrança dessa pessoa amada é mais presente em festas familiares.

“Quem perdeu alguém próximo pode viver uma montanha-russa de emoções. Muitas pessoas desejam apenas que as festas acabem”, diz Nancy Kiel, outra pesquisadora da mesma universidade. Para esses momentos, indica Kiel, é possível tomar algumas providências para aliviar ou mesmo compartilhar a dor. “Fazer uma homenagem a quem se foi pode fazer que as pessoas acolham sua dor e lhe deem algum apoio, por exemplo”, diz.

Outra dica é se reunir com os parentes e lembrar as tradições familiares. “Fazer modificações nos rituais do Natal em família é outra forma de começar um novo ciclo”, afirma Kiel.

Mas os especialistas lembram que é bom ficar atento. Caso a tristeza se torne crônica – com a diminuição do apetite, falta de energia para fazer pequenas atividades do dia a dia ou falta de concentração –, ou seja, não passe com o final das festas, é bom procurar um especialista em saúde mental.

“Os sintomas da depressão não devem ser ignorados. O luto e a tristeza são normais, por algum tempo. Mas a continuidade desse sentimento pode ser algo mais grave”, finalizam os pesquisadores

veja também