Site cristão está entre os de pornografia nas páginas de busca

Site cristão está entre os de pornografia nas páginas de busca

Atualizado: Terça-feira, 10 Fevereiro de 2009 as 12

Por Nany de Castro

Televisão, revistas e celulares possuem material pornográfico adaptado para cada plataforma, porém a Internet ainda é o meio mais fácil de encontrar infinidades deste conteúdo. Até os mais inexperientes internautas tem a possibilidade de acessarem sites de sexo explícito ou com imagens de pessoas nuas.

O meio cristão não fica ileso, é comum ver escândalos de pastores sendo expostos por serem viciadas em pornografia, mesmo nos noticiários da televisão. Porém, isso não se limita aos altos graus das lideranças, o cantor e maestro americano, Kirk Franklin, contou em uma entrevista sobre seu problema, já vencido. "Havia sempre aquele menino cujo irmão mais velho tinha revistas pornográficas. A primeira vez que vi uma devia ter uns oito ou nove anos. A partir daí, me tornei um viciado. E levei isso para o meu casamento. Minha esposa ficou ciente da situação somente no segundo ano de casados", relatou o astro, na ocasião.

O ministério "Sexxx Church" surgiu para combater a pornografia na internet, por meio das necessidades encontradas por João Mossadihj, o Jota, ao notar que seus colegas de trabalho interessavam-se por garotas de programas, precisava entender por que as jovens estudadas envolviam-se com a indústria do sexo.

A presença das três letras "X" indica ser um site pornográfico, que será encontrado por qualquer pessoa que esteja interessado nesse tipo de material.

Em entrevista ao Guia-me , Ester Ganev, esposa de Mossadihj e integrante do Sexxx Church, fala sobre o início do ministério, da visão que as igrejas tem sobre ele e dos planos de atuação.

Guia-me: Desde o início o "Sexxx Church" tinha o objetivo de atrair um público cristão? Ester Ganev:   Começamos fazendo o negócio para o evangelismo, mas percebemos que a resposta começou a surgir da galera de entro da Igreja. Então, o ministério se amoldou tanto para o evangelismo, como  para aqueles que estavam dentro da Igreja.

Guia-me: Por que a sexualidade ainda é um tabu em muitas igrejas? Ester Ganev:  Às vezes, o assunto "Sexo" não é nem tocado nas igrejas, porque é preferível deixar quieto, não confrontar. Muitos pastores sabem que os membros não tem uma vida sexual condizente com a Bíblia. A maioria dos jovens sairiam da Igreja se tivessem esse tipo de abordagem. Então, é mais fácil não falar.

Guia-me: Qual é o principal objetivo almejado pelo ministério? Ester Ganev:  Queremos alcançar cada vez mais pessoas para Cristo, ter uma Igreja saudável onde as pessoas tenham uma sexualidade segundo a vontade de Deus, de acordo com a Bíblia. Que através desse trabalho Deus seja conhecido por todos humanos da terra.

Guia-me: Vocês enfrentam algum tipo de preconceito por usar um linguajar não muito comum no meio cristão? Ester Ganev:  Usamos uma linguagem para chocar mesmo, para chamar a atenção, porque é um assunto delicado, que não é discutido. Fomos até expulsos de igreja, mas não nos preocupamos nem nos desmotivamos.

Guia-me: Além do site, quais são as formas de trabalho para evangelizar  e conscientizar que utilizam? Ester Ganev:  O "Pornix" é quando falamos nas igrejas, normalmente para adolescentes, sobre como viver uma vida legal. E queremos começar um trabalho na rua Augusta para conversarmos com as meninas que estão na prostituição, fazer festas para atrair essas pessoas. Fomos também na Feira Erótica no ano passado, na Parada Gay, onde distribuímos água. Queremos servir essas pessoas.

Guia-me: Vocês colheram muitos frutos nos impactos feitos na Parada Gay e na Feira Erótica?   Ester Ganev:   Muitas vezes os frutos não chegam até nós, mas sabemos que alguns casais de homossexuais começaram a freqüentar algumas igrejas, depois da Parada Gay. Na Feira Erótica, vimos um pastor viciado em pornografia e Deus colocou arrependimento a ele, por estarmos naquele lugar.   Saiba mais sobre o Sexxx Church .      

Foto: Arquivo pessoal

veja também