Sono da criança e da mãe x depressão

Sono da criança e da mãe x depressão

Atualizado: Sexta-feira, 13 Maio de 2011 as 11:16

Quem tem uma noite de sono turbulenta, seja porque o filho acabou de nascer ou porque ele está doente, sabe o quanto a saúde fica comprometida, em especial o humor, principalmente se a falta de um bom descanso se estender por mais dias.

Estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, mostrou que filhos de mães que tiveram depressão durante a gestação, ou já tinham antes mesmo da gravidez, são mais propensos a problemas de sono e terem depressão na vida adulta.

Para Gelsomina Colarusso, pediatra e neuropediatra do Hospital São Luiz, a depressão na gravidez é muito comum por causa do estresse do dia-a-dia, da ansiedade e das alterações no corpo da mulher. “E não precisa ser motivo de desespero. Basta conversar com um especialista, fazer terapias de apoio, como a ioga, e ter a ajuda da família”, diz. Já quando o bebê nasce, sentimentos como a insegurança na realização das tarefas e a falta de um sono regular do bebê nos primeiros dias deixam a mãe mais cansada e depressiva.

Para o bebê ter o sono adequado, o condicionamento, a insistência e a tranqüilidade na hora da amamentação são fundamentais. Para isso, é preciso que a mãe consiga descansar, dormir e se alimentar. “Parceria é fundamental nesse momento, seja do marido, parente ou babá. A mãe não tem que abraçar o mundo”, diz Gelsomina.

Rotina é a chave para um bom sono

Estabelecer uma rotina para o bebê é fundamental para que seu relógio biológico comece a se ajustar e ele passe a dormir cada vez melhor durante a noite. É preciso mostrar ao recém-nascido a diferença entre o dia e a noite. Segundo a especialista, uma dica é, no período da manhã, fazer estímulos visuais e auditivos, com um móbile, um banho de sol, um passeio ao ar livre, música ou palmas.

À tarde o estímulo deve ser motor, como uma massagem na criança. Quando a noite chega, é preciso trocar a roupa do bebê por uma de dormir, e, se possível, deixá-lo com o pai, para que ele converse com o filho, faça massagens na barriga e no peito, o que vai fazer com que a criança se acalme. Tudo sem barulho, para que ela perceba que a hora de dormir já está chegando.

De acordo com a pesquisadora americana Roseanne Armitage, o estudo pretende enfatizar para os pais a importância de se criar condições adequadas de sono para a criança desde o seu nascimento. E essa regra vale em todos os casos.

veja também