Suplememento de óleo de peixe para as grávidas: ele realmente traz benefícios?

Suplememento de óleo de peixe para as grávidas: ele realmente traz benefícios?

Atualizado: Terça-feira, 26 Outubro de 2010 as 3:01

Um estudo publicado esse mês na revista médica JAMA (Jornal da Associação Médica Americana, em tradução livre) põe em xeque um dos itens da suplementação na gravidez. Segundo a pesquisa, o ácido graxo DHA, que costuma ser indicado para gestantes nos Estados Unidos e na Europa, não previne a depressão pós-parto, nem melhora o desenvolvimento cognitivo da criança na primeira infância – outra vantagem associada com frequência à substância.

Nos dados colhidos por eles, entre 2005 e 2008 na Austrália, 2.399 grávidas receberam cápsulas que continuam 800 mg de óleo de peixe com DHA ou óleo vegetal sem o ácido graxo. O resultado foi que não houve diferenças significativas entre os dois grupos com relação à depressão pós-parto, ou seja, o DHA não preveniu este problema. Por outro lado, também há estudos anteriores que defendem o uso de suplementação com o DHA.

Na opinião do coordenador médico da obstetrícia do hospital Albert Einstein (SP), Eduardo Cordioli, o óleo de peixe não tem mesmo a capacidade de prevenir doenças na gestante nem de melhorar o desempenho cognitivo de crianças. Isso não quer dizer, claro, que o peixe não deva ser consumido. A carne do peixe tem, por exemplo, um teor de gordura mais baixo do que a de boi. Dessa forma, é uma fonte de proteína mais saudável. No entanto, a suplementação, segundo o obstetra, é desnecessária.

Segundo Cordioli são três os suplementos mais importantes que a grávida deve ingerir. “O ferro é necessário para formar hemácias e garantir o seu estoque, já que durante o parto a mãe perde sangue e pode ficar anêmica se não tiver hemácias suficientes para repor", diz. "O ácido fólico previne a má-formação do feto e, por último, o cálcio ajuda a fortalecer os ossos da mãe e do bebê”, explica o obstetra. Os três componentes são ministrados na forma de comprimidos e devem ser tomadas, um por dia, durante toda a gestação. Lembre-se, porém, de conversar com o seu obstetra antes de ingerir qualquer tipo de suplementação.

veja também