Terceira idade está cada vez mais presente no universo digital

Terceira idade está cada vez mais presente no universo digital

Atualizado: Quarta-feira, 29 Junho de 2011 as 9:05

Apesar de ser um desafio para muitos idosos, eles têm buscado dominar novas tecnologias e ferramentas da internet

De acordo com o último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de 2010, 11% da população brasileira é formada por adultos acima dos 60 anos. Para boa parte dessas pessoas, lidar com o universo digital e dominar as novas tecnologias é um verdadeiro desafio. Mesmo assim, muitas delas têm procurado se atualizar com as novas ferramentas da internet, seja por curiosidade ou pela necessidade de comunicação.

Redes sociais como Facebook, Twitter e Orkut, comunicadores instantâneos como MSN e Gtalk, além dos e-mails, não são recursos usados apenas por crianças, jovens e adultos. São muitas as pessoas da chamada terceira idade que possuem perfis nessas comunidades ou endereços eletrônicos, a fim de se comunicar e interagir com a família, amigos ou com respectivos grupos de convivência.

Devido à necessidade de comunicação e para a inclusão digital dessas pessoas, já existem várias instituições e escolas especializadas que realizam cursos voltados para as pessoas mais velhas. No bairro do Tatuapé, na zona leste da capital paulista, por exemplo, a Fundação Idepac oferece, gratuitamente, o “Curso de Informática Para a Maturidade”, proporcionando aos alunos uma oportunidade de desvendar os mistérios do espaço cibernético.

“O treinamento possibilita o acesso ao mundo virtual para os adultos da ‘melhor idade’ e tem sido um grande sucesso, tanto que as mais de 140 vagas para as novas turmas – com início das aulas previsto para o final deste mês – já estão totalmente preenchidas”, afirma o idealizador e presidente da fundação, Sérgio Contente.

Segundo ele, a ideia de criar o curso para os adultos com mais de 60 anos surgiu quando esteve internado para passar por um procedimento cirúrgico. Nessa ocasião, ele utilizou as redes sociais para poder se comunicar com os amigos.

Satisfação em aprender aos 81 anos

Para uma das recém-formadas no curso, Iolanda Marfaraji Garcia,  de 81 anos, as aulas, além de conhecimento, trouxeram alegria, novos amigos e vontade de viver. “Observava minha neta, tão jovem, utilizando o computador com muita facilidade. Pensei que aprender informática poderia ser fácil, então, procurei ajuda e encontrei o Idepac. Aqui, aprendi a navegar na internet e agora, se deixarem, fico até 1 hora da manhã conversando com os meus amigos”, afirma a aposentada.

Viúva e mãe de três filhos, dona Iolanda tem três netos e um bisneto. Ela conta que no começo mal conseguia diferenciar o que era mouse, teclado e monitor. “Eu não sabia nada. Um dos meus filhos viu meu interesse e, depois de alguns dias, me deu de presente um computador, que eu tenho há uns 4 anos. A partir daí, passei a aprender praticando. Tinha muitas dificuldades de acompanhar as aulas no início do curso, mas eu insisti, até que fui me familiarizando”, lembra.

O apoio da família foi fundamental para a aposentada. Hoje, todos eles se orgulham das conquistas dela, e também por ela não ter olhado para idade, enfrentando e superando as dificuldades.  Com bastante habilidade na internet, dona Iolanda usa e-mail para se comunicar, MSN para conversar com os amigos, faz pesquisas no Google, entre outras atividades.

“Conheço muitas pessoas da minha idade que fazem cursos e se interessam por informática, embora algumas delas comecem, mas desistam. Mas eu acredito que qualquer um pode se esforçar e aprender. Eu falava pra mim mesma no início: ‘Está um pouco difícil, mas vou perseverar, insistir.’ Hoje, me sinto realizada”, conclui.    

veja também