Um telefonema vale o mesmo que um abraço

Um telefonema vale o mesmo que um abraço

Atualizado: Quinta-feira, 4 Agosto de 2011 as 3:53

Toda manhã, na hora de sair de casa para trabalhar, seu coração fica apertado ao deixar seu filho, não é mesmo? Para compensar essa culpa, que faz parte da vida da mãe que trabalha, você liga diversas vezes para ele durante o dia. Quer saber se ele comeu direito, se está bem, se foi tudo bem na escola. A boa notícia é que esses telefonemas valem o mesmo que um   abraço .O alívio para as mães vem da Universidade de Wisconsin, nos Estados Unidos. Uma pesquisa do Departamento de Biologia revelou que o   cérebro   da criança reage da mesma maneira quando recebe um abraço ou um telefonema da mãe.   No estudo, meninas de 7 a 12 anos foram submetidas a situações de estresse e tiveram que resolver questões de matemática e falar em público inesperadamente. Elas foram divididas em três grupos: no primeiro, a mãe apareceu pessoalmente para dar um abraço; no segundo, a mãe apenas telefonou e perguntou o que tinha acontecido; já no terceiro grupo, as meninas assistiram a um filme infantil.   Segundo a bióloga Leslie Seltzer, que coordenou o estudo, surpreendentemente, tanto as meninas que receberam um telefonema quanto as que ganharam um abraço da mãe tiveram o mesmo aumento do nível de ocitocina, conhecido como o hormônio do amor.   E o que isso significa? Em situações tensas, o cérebro ordena a liberação do hormônio cortisol , relacionado ao estresse. Para aliviar, o antídoto natural é a   ocitocina . As meninas que viram o filme não liberaram este hormônio.   É claro que um telefonema não substitui um abraço, mas também é uma forma de carinho. E isso só faz bem!  

veja também