Uso da chupeta não atrapalha a amamentação

Uso da chupeta não atrapalha a amamentação

Atualizado: Terça-feira, 12 Maio de 2009 as 12

Mães preocupadas, temerosas de que seus bebês usem chupeta e isso reduza as chances de uma amamentação de sucesso, já podem relaxar, afirma um novo estudo. Em texto publicado na revista "The Archives of Pediatric & Adolescent Medicine", pesquisadores afirmam não ter encontrado evidências satisfatórias estabelecendo uma relação entre o uso de chupetas e a amamentação.

"Tradicionalmente, acredita-se que a chupeta interfira na amamentação ideal", escreveram os pesquisadores da Faculdade de Medicina da Universidade da Virgínia. Na década de 1980, órgãos de saúde desencorajavam seu uso. No entanto, nos últimos anos, pesquisadores descobriram evidências de que bebês que usam chupeta ao dormir podem ser menos suscetíveis à síndrome infantil da morte súbita. A Academia Americana de Pediatria agora recomenda o uso da chupeta, por essa razão.

Para os médicos, isso significa que há duas necessidades visivelmente opostas: motivar a amamentação, o que é mais saudável, mas reduzir o risco da síndrome infantil da morte súbita.

Para o estudo, os cientistas revisaram 29 pesquisas, de doze países, que abordavam o uso de chupetas e amamentação. A principal autora do estudo é a Dra. Nina R. O’Connor, agora no Chestnut Hill Family Practice Residency Program, na Filadélfia. Os pesquisadores descobriram que as mulheres cujos bebês usavam chupeta aparentavam parar de mamar mais cedo. No entanto, não ficou claro se as chupetas eram a causa disso.

O autor mais experiente do estudo, Dr. Fern R. Hauck, recomendou que as chupetas sejam dadas aos bebês a partir da terceira ou quarta semana de vida.

veja também