Uso de chupeta pode ser a causa de problemas de fala e respiração

Uso de chupeta pode ser a causa de problemas de fala e respiração

Atualizado: Segunda-feira, 16 Agosto de 2010 as 4:40

A face é uma complexa engrenagem de tecidos duros e moles, cujas funções são de extrema importância para a sobrevivência humana. Nela, estão presentes os órgãos responsáveis por funções vitais como a respiração e a capacidade de ingestão dos alimentos, nos possibilitando oxigenar e ingerir as substâncias necessárias para o funcionamento da máquina orgânica.

Para que isto ocorra de forma eficiente, temos que atentar às condições de nossas estruturas faciais. Cada ser humano possui uma conformação facial determinada por fatores genéticos e hereditários que, associados aos fatores ambientais e aos hábitos diários, irão determinar de que forma exercitaremos nossos órgãos faciais. À medida que nos desenvolvemos, isto irá influenciar diretamente na habilidade de exercer as funções de mastigação, deglutição, fala e respiração.

Durante todo crescimento, vários fatores podem contribuir para o desequilíbrio das funções faciais como traumas, alergias, obstruções mecânicas, malformações ou hábitos inadequados, trazendo diversos transtornos. Uma criança que apresenta aumento das adenóides, dificilmente poderá respirar pelo nariz provocando problemas de concentração, sono agitado, gripes frequentes, má alimentação,além de flacidez em toda a musculatura facial em função da abertura da boca para conseguir respirar.

Hábitos inadequados como o de chupar dedo ou uso prolongado da chupeta, poderão provocar deformações no céu da boca e na arcada dentária, além de desequilíbrio da musculatura e problemas de fala. O desequilíbrio entre os tecidos moles orais e as estrutura dentárias pode estar intimamente relacionado.

Ossos, dentes e músculos precisam estar em perfeita harmonia funcional para que as atribuições orais aconteçam de forma saudável. A desarmonia nos músculos e ossos da face podem causas problemas de oclusão, desgastes nos dentes e nos ossos da mandíbula, assimetria facial, alterações na fala, respiração, mastigação e deglutição e dor facial.

Aos pais e responsáveis fica um alerta:

Esteja sempre atento a forma como seu filho respira, fala, ao tipo e consistência de alimentos que ingere e aos hábitos diários, pois estes fatores podem ser causas de grandes transtornos na dinâmica do organismo e no bem-estar.

Muitos destes transtornos podem ser solucionados através da intervenção de uma equipe de profissionais como médicos, odontólogos e fonoaudiólogos que serão capazes de atuar nas causas e nas consequências diretas da problemática apresentada, proporcionando equilíbrio entre as estruturas rígidas e moles da face e uma qualidade de vida mais apropriada.  

veja também