Vaidade durante a gravidez

Vaidade durante a gravidez

Atualizado: Sexta-feira, 9 Janeiro de 2009 as 12

As futuras mamães vaidosas muitas vezes sofrem por ter que dar adeus às tinturas e a outros produtos durante a gravidez, fazendo acreditar que a vaidade não combina com a gestação. As dúvidas sobre quais produtos podem ser usados são muito freqüentes nesta fase, mas engana-se quem pensa que as mulheres não podem se cuidar. Elas podem e devem se sentir lindas sempre.

Segundo a dermatologista Mônica Felici, realmente tingimento dos cabelos, alisamentos e permanentes não devem ser feitos. "Nestes tratamentos utilizam-se substâncias (como a amônia, o benzeno e o formol) que são absorvidas pelo couro cabeludo - região bastante vascularizada -, que chegam até o bebê e podem prejudicá-lo", explica.

A especialista afirma que, havendo uso durante a gravidez por qualquer motivo, incluindo o desconhecimento da gestação, o ginecologista-obstetra que esteja acompanhando o pré-natal deve ser informado imediatamente.

"O ideal mesmo é que as mulheres, antes de engravidar, informem aos seus médicos sobre os produtos que usam no dia-a-dia e se eles podem ser utilizados durante a gravidez", ressalta Mônica.

Uma alternativa para aquelas que tingem os cabelos é o uso de hennas e tonalizantes. "A henna é um bom substitutivo para as tinturas, por ser um composto natural, obtido pela trituração de plantas secas. Já os tonalizantes não possuem amônia. Ambos dão brilho aos fios. Esses produtos podem ser usados durante a gravidez. Mesmo assim, é preciso consultar um profissional antes de usá-los", orienta.

A médica diz que se a futura mamãe é adepta a outros tratamentos de beleza, também deve tomar cuidado. "O uso de aparelhos de corrente elétrica e tratamentos como mesoterapia são contra-indicados, pois podem estimular a contração uterina. Também não devem ser feitos tratamentos dermatológicos à base de ácido retinóico", conclui.

veja também