Virgindade: uma polêmica na adolescência

Virgindade: uma polêmica na adolescência

Atualizado: Quinta-feira, 15 Abril de 2010 as 12

Manter-se virgem nos dias atuais não é nada fácil. A pressão dos namorados, amigos e dos grupos é muito forte. Até a menstruação, a vida da menina é muito parecida com a da criança e no seu universo cabe muito pouco sexo, quase não se fala desse assunto e o interesse pelos meninos existe, mas ainda é bem relativo.

Após a menarca - primeira menstruação, para as meninas, e início da adolescência, para os meninos as conversas incluindo sexo passam a fazer parte assídua de reuniões de amigos e orientações dos pais e educadores.

Normalmente nessa fase, os meninos e meninas não estão preparados emocionalmente para reconhecer sua sexualidade. Ainda precisam brincar e se divertir como uma criança, mas sua altura e seu corpo em desenvolvimento aliado a menstruação provocam um descompasso importante para a estrutura emocional como um todo.

A menstruação é um marco social e físico importante na qual todos reconhecem que a infância foi embora, menos quem está passando por isso. Para quem vive esse momento entre a menarca e a adolescência existe um caminho muito mais longo do que as pessoas imaginam.

Entre os adolescentes não existe respeito ou reservas quanto à vida sexual dos colegas. Cada conquista é pública e cada procedimento é relatado cuidadosamente em detalhes. Atualmente, é comum a amiga ficar sabendo antes da mãe que a jovem menstruou, muitas vezes pelo constrangimento que esse acontecimento provoca; fruto do descompasso de desenvolvimento ou de como a família lida com o fato.

Existe, ainda hoje, famílias em que assuntos relacionados á sexualidade são tratados de maneira inadequada, ou seja, pouco se fala do tema ou não se fala nada.

Como podemos observar, as coisas não são nada tranqüilas nesse aspecto e as confusões estão apenas começando. Com a cabeça de criança e o corpo em plena evolução, a menina pode começar, muito mais por pressão, a se comportar como uma moça e provocar um estrago na sua maturidade.

Como dissemos, o grupo tem uma influência grandiosa na vida dos adolescentes e para permanecer no grupo ou se inserir nele, o jovem é capaz de tudo, até se maltratar fazendo o que não quer.

Independente se for menina ou menino, a virgindade é tratada com desdém pelos grupos de "iniciados”. Muita gozação, chacota e humilhação fazem parte da rotina desses jovens virgens.

Para superar isso e se sentir mais engajado, os jovens passam a assumir uma postura sexual a que não estão preparados e vivem sofrendo.

Tanto os meninos quanto às meninas estarão prontos para ter sua primeira relação sexual quando o sexo não assustar mais. Quando puderem assumir as responsabilidades de uma vida sexual e estarem bem informados e quando o sexo for para uma decisão própria e não para provar nada ou agradar alguém.

Os jovens que se sentem à vontade para explorar seu corpo, que podem conversar com seus pais sobre suas dúvidas, que não se sentem cobrados e recebem orientação, iniciam sua vida sexual mais tarde e são mais centrados em suas necessidades e respeitam mais o próximo.

por Silvana Martani

veja também