Você deixa de ser cristã nas festas?

Você deixa de ser cristã nas festas?

Atualizado: Quarta-feira, 10 Dezembro de 2008 as 12

 Muitas pessoas têm dúvidas de como devem se comportar quando estão em um ambiente festivo não cristão. Ora, ser um crente em Jesus não significa ser de um outro planeta.

O cristão precisa ser simpático, amável, educado, comunicativo e, acima de tudo, dar bom testemunho de sua fé.

Ao contrário do que muitos que professam a fé em Jesus acham, o verdadeiro cristão é aquele que se une à pessoa de outra religião ou credo, seja qual for, não para fazer aliança, mas para ajudar, amar, doar, orar, cuidar e assumir a responsabilidade de tratar da vida espiritual de alguém, ainda que esse alguém nunca o saiba.

É justamente em datas específicas como as comemorações de final de ano, quando grande parte da família está reunida, que o cristão tem mais oportunidades de falar do amor de Deus.

O fundamental não é falar de doutrinas ou de comportamento, do que é certo ou errado. O essencial é falar do amor de Deus.

Um cristão não pode estabelecer um tipo de comportamento para cada lugar ou situação. Ele precisa ser ele mesmo em qualquer lugar. É preciso ser transparente. Atitudes falam mais que palavras. É mais fácil trazer alguém para Cristo quando a essência é o amor.

Vista-se com elegância, fale com educação, seja tardia em falar e sempre pronta a escutar. Deixe que as pessoas notem em você algo diferente. Entenda que para levar a luz de Deus para aqueles que ainda não a conhecem, não é preciso subir em uma mesa e fazer um discurso em voz alta com uma Bíblia na mão.

Jesus, com uma atitude de amor, ganhou uma família inteira quando mandou Zaqueu descer daquela árvore. Ora, o mestre sabia que todo publicano era odiado pelos judeus porque serviam ao império romano cobrando impostos absurdos e oprimiam o povo. A preocupação de Jesus, porém, não era, ali, naquele momento, falar da lei de Moisés, mas levar o arrependimento e a conversão pelo amor. E conseguiu!

Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três; porém, o maior destes é o amor. (1 Coríntios 13:13)

 

veja também