Você é uma chocólatra?

Você é uma chocólatra?

Atualizado: Sexta-feira, 26 Setembro de 2008 as 12

Quem nunca ficou "louca" para comer um chocolate? É realmente difícil resistir quando a vontade bate. E o pior (ou melhor) é que opções não faltam: ao leite, meio amargo, branco, crocante, diet, light... Há quem não consiga viver sem essas guloseimas. Chamadas de chocólatras, essas pessoas devem tomar cuidado, segundo especialistas.

Para a psicóloga Eliana Maldonado, os fãs de chocolate devem ficar atentos porque realmente as substâncias que o compõem podem levar ao vício. "O chocolate possui substâncias que provocam a melhora do humor, do prazer e bem-estar. Só que o ânimo proveniente de sua ingestão passa e, para sentir-se bem novamente, já que seu efeito é curto, a pessoa come mais e mais. Se o chocolate é utilizado como único meio de prazer, de gratificação, ele acaba por se tornar um vício", alerta.

Quando a pessoa não se satisfaz com outro doce e não consegue ficar um dia sequer sem o consumo do alimento, pode ser indicação de alerta, segundo a psicóloga. "Desta forma, se caracteriza uma compulsão. Nesse caso, é necessária a ajuda de um profissional, já que o excesso de chocolate pode ocasionar um quadro de depressão", informa.

Saúde

Será que o chocolate é vilão em relação à saúde? De acordo com a nutricionista Renata Cintra, o chocolate não é totalmente saudável nem completamente maléfico. "Se for consumido moderadamente, tem efeito positivo", conta Cintra.

O nutrólogo e cardiologista Daniel Magnoni concorda. "Possui flavonóides, substâncias antioxidantes que diminuem a ação do mau colesterol, com isso diminuem as doenças cardiovasculares", explica. Já em excesso, ele aponta a obesidade e o prejuízo ao controle da glicemia como as piores complicações do chocolate consumido em grande quantidade.

Para a nutricionista, os problemas apontados giram em torno da grande concentração de gordura saturada e de açúcar, principais responsáveis pelas calorias. "A quantidade de energia necessária para o organismo varia de pessoa para pessoa, mas em geral precisamos de 2.000 calorias. Para se ter uma idéia, 100g de chocolate têm cerca de 500 calorias, ou seja, 25% da necessidade diária", informa.

Diferenças entre os chocolates

Renata explica que realmente há diferenças entre os chocolates. "O branco é feito de manteiga de cacau e não do cacau em si. Logo, os benefícios citados por causa da flavonóides não existem. Além disso, possui mais calorias que os chocolates escuros. O meio amargo é o mais saudável de todos e o mais rico em antioxidantes", explica.

Em relação ao diet e light, ela explica que o diet pode ser tão calórico quanto os outros, pois normalmente há restrição de açúcar na composição, mas, em compensação, apresenta mais gordura. "É válido apenas para quem não pode ingerir açúcar", ressalta. "Já no light, se estiver de acordo com a lei, há uma diminuição de 25% de algum item: calorias, gordura ou açúcar. Se a restrição for de gordura ou caloria, vale a pena. Se for açúcar, claro que não fará diferença", completa.

veja também