Você já pensou em trabalhar de casa?

Você já pensou em trabalhar de casa?

Atualizado: Sexta-feira, 20 Maio de 2011 as 10:35

Do quarto de dormir ao escritório em exatos seis passos. Alguns segundos separando o lar do trabalho. Esse é o sonho de muitos e a realidade de outros tantos.Nesses tempos modernos, em que o caos se instalou nas cidades, mais e mais empresas, autônomos e profissionais liberais começam a ver as vantagens no   home office , que só não é mais popular por conta de uma cultura empresarial ainda presa ao modelo tradicional do trabalhador que bate cartão e é mantido na empresa por cerca de 9 horas diárias. Mas esse tradicionalismo começa a ceder diante do aumento de produtividade conseguido pelos que optaram pelo trabalho em casa.“Eu ganhei três horas por dia só por não ter de me deslocar entre minha casa e o local onde mantinha meu escritório”, afirma Roberto Bajorinas da RKB Systems, que diz ter ganhado mais clientela em seu   home office   do que nos tempos em que mantinha o escritório. “Além de ter mais tempo para desenvolver meus projetos, não tenho de me preocupar com local para almoçar, o que fazer se chover demais e der uma enchente que me impeça de ir e vir, enfim: também diminuiu meu estresse”, diz.Com o advento das novas tecnologias ficou mais fácil ter acesso remoto ao trabalho, o que, no caso do Roberto, é excelente: “Desenvolvo muitos trabalhos para o governo de Angola, e fico   online   com os africanos muitas horas no dia. Já imaginaram ter de viajar ao menos duas vezes por mês para lá, cada vez que tenho de resolver algum   bug de programa? Eu não faria mais nada nem para mim, nem para os meus outros clientes”.Um dos fatores que levou Roberto a optar pelo   home office   (e que tem sido o ponto decisivo de muitos outros), além do trânsito caótico da Grande São Paulo, foi o custo. Colocado na ponta do lápis, além do fator tempo e qualidade de vida, contou o aluguel alto de seu antigo escritório, transporte de funcionários, gastos com alimentação fora de casa, e a melhoria sensível nas comunicações, que diminui a distância e ajuda o trabalho.Mas não são apenas os autônomos e trabalhadores liberais que estão se rendendo ao escritório em casa. Empresas dos mais diversos portes estão vendo com outros olhos o benefício dessa saída, como é o caso da MasterCall, por exemplo, onde 90% dos 130 funcionários trabalha nesse sistema, implantado na empresa desde 2003.   “A maioria de nossos funcionários prefere o   home office , pois seus trabalhos são mais produtivos longe do ambiente corporativo, sem telefones tocando o tempo todo ou colegas parando em sua mesa”, diz Ari Dias, executivo de contas da empresa, fazendo também um alerta: “Para trabalhar em casa precisa ter disciplina. Não dá para ficar desviando a atenção para outras coisas como TV, o sofá, visitas que vêm fora de hora etc. Também deve-se tomar cuidado com o excesso de trabalho, pois o profissional pode ‘esquecer’ que ali também há uma hora de começar e uma hora de terminar o expediente”.Mesmo com esses alertas, muitas vantagens podem advir da política de   home office s. Empresas de   call center remoto, que trabalham com telefonia IP e contratam muitos deficientes para seus quadros de funcionários ganham por não precisar que seus funcionários se desloquem e aumentam sua produtividade.Há ainda a vantagem dos horários, que podem ser escolhidos segundo o biorritmo do profissional. “Pessoas que são mais produtivas à noite podem ir até a madrugada trabalhando sem ter a preocupação do deslocamento para casa. Também há os que, como eu, preferem as silenciosas manhãs para desenvolver seu trabalho, conclui Roberto Bajorinas, ao mesmo tempo em que termina mais uma ferramenta de comunicação   online .    

veja também