Você ouve seus pais?

Você ouve seus pais?

Atualizado: Terça-feira, 2 Março de 2010 as 12

Muitos pais têm dificuldade de criar seus filhos e nem sempre o problema é falta de dinheiro ou tempo. Na adolescência, principalmente, os filhos tendem a não querer seguir os conselhos de quem realmente os ama, buscando orientações fora de casa.

"Existem crises de relacionamento entre pais e filhos, especialmente na adolescência destes. Cremos que um dos fatores responsáveis pelo difícil relacionamento entre o jovem e seus pais é a vontade que ele tem de se sentir auto-suficiente. Daí a razão de o adolescente, muitas vezes, resistir em ouvir os conselhos dos pais. É a sua maneira de dizer: ´Eu sei o que estou fazendo` ou ´Não sou mais criança`", diz o bispo Renato Cardoso em seu livro "O perfil do jovem de Deus".

O jovem que age desta maneira não tem consciência de que, além de estar fazendo mal a si mesmo, está pecando contra Deus e contra os pais. "A obediência e o temor à autoridade dos pais é o primeiro mandamento com a promessa: ´Honra teu pai e tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra...` (Exôdo 20.12)", cita o livro.

Entretanto, o respeito não significa necessariamente que o exemplo dos pais deve ser seguido. Há adolescentes que vivem em ambientes desestruturados, com vícios, traições, violência e desrespeito. Neste caso, o jovem não deve ter em mente que pode fazer o mal porque o pai pratica o mal.

"Você, ainda que jovem, recebeu de Deus uma consciência para discernir entre o certo e o errado. Pode não ter sido privilegiado em possuir uma boa família, mas a escolha entre seguir o bem ou o mal pertence a você, e ter uma família má não justifica a sua má conduta, pois, no mundo, nas variadas situações com as quais você se depara e pessoas com que se relaciona, com certeza, encontrará bons exemplos de vida, dos quais você pode apreender uma linha de conduta adequada", conclui.

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também