Você sabe o que são Oligoelementos?

Você sabe o que são Oligoelementos?

Atualizado: Terça-feira, 12 Fevereiro de 2008 as 12

Por Myrian Rosário

De origem grega, a palavra oligoelementos significa, ao pé da letra,  pequena quantidade de elementos. Oligo quer dizer pouco. Os oligoelementos são substâncias de origem mineral, mais conhecidos como biocatalizadores. Eles podem ser extraídos da natureza para consumo farmacológico e cosmetológico

Os oligoelementos estão presentes no organismo humano em traços ínfimos, em pequenas quantidades segundo o próprio nome já sugere.

Para termos idéia do quanto os oligoelementos representam em nosso organismo, basta observarmos que sua quantidade em relação ao peso total do corpo de um adulto é inferior a 100 mg.

Embora sua quantidade seja muito pequena, os oligoelementos são indispensáveis para o bom funcionamento do nosso organismo. É importante lembrar que o organismo humano não possui capacidade de sintetizar essas substâncias, elas são fornecidas através da alimentação e dos cosméticos.

Aplicação dos oligoelementos na Estética

Utilizados de forma cosmetológica, os oligoelementos podem ser chamados de catalizadores, ou seja, possuem a capacidade de potencializar o efeito de quaisquer outros princípios ativos que estiverem presentes em sua formulação sem que qualquer substância seja modificada.

Com base em diversos estudos e experiências, observou-se que a diminuição do seu teor leva à desidratação e ao envelhecimento precoce da pele.

Dentre os oligoelementos que têm sido utilizados cosmetologicamente com eficácia já comprovada, podemos citar:

1.  O Sódio que, em equilíbrio com o Potássio , mantém a hidratação da pele e a harmonia das células cutâneas;

2.  O Cálcio que, em combinação com o Magnésio , intervém na síntese do colágeno e da elastina, garantindo resistência e firmeza à pele;

3.  O Zinco e o Alumínio , que possuem papel importante na cicatrização;

4.  O Silício , que participa na reconstituição dos tecidos;

5.  O Selênio , que trabalha inibindo a oxidação das células;

6.  O Manganês que, em combinação com o Cobre , funciona como dessensibilizante e tonificante da pele;

7.  O Lítio , que contribui no metabolismo da água;

8.  O Ferro , que produz energia e oxigênio para as células.

9.  O Cobre que, em parceria com o Enxofre , inibe e controla as manifestações infecciosas.

Consultoria: Sandra Pelicciotta, professora de Estética

Você sabe o que são Oligoelementos?

Por Myrian Rosário

De origem grega, a palavra oligoelementos significa, ao pé da letra,  pequena quantidade de elementos. Oligo quer dizer pouco. Os oligoelementos são substâncias de origem mineral, mais conhecidos como biocatalizadores. Eles podem ser extraídos da natureza para consumo farmacológico e cosmetológico

Os oligoelementos estão presentes no organismo humano em traços ínfimos, em pequenas quantidades segundo o próprio nome já sugere.

Para termos idéia do quanto os oligoelementos representam em nosso organismo, basta observarmos que sua quantidade em relação ao peso total do corpo de um adulto é inferior a 100 mg.

Embora sua quantidade seja muito pequena, os oligoelementos são indispensáveis para o bom funcionamento do nosso organismo. É importante lembrar que o organismo humano não possui capacidade de sintetizar essas substâncias, elas são fornecidas através da alimentação e dos cosméticos.

Aplicação dos oligoelementos na Estética

Utilizados de forma cosmetológica, os oligoelementos podem ser chamados de catalizadores, ou seja, possuem a capacidade de potencializar o efeito de quaisquer outros princípios ativos que estiverem presentes em sua formulação sem que qualquer substância seja modificada.

Com base em diversos estudos e experiências, observou-se que a diminuição do seu teor leva à desidratação e ao envelhecimento precoce da pele.

Dentre os oligoelementos que têm sido utilizados cosmetologicamente com eficácia já comprovada, podemos citar:

1.  O Sódio que, em equilíbrio com o Potássio , mantém a hidratação da pele e a harmonia das células cutâneas;

2.  O Cálcio que, em combinação com o Magnésio , intervém na síntese do colágeno e da elastina, garantindo resistência e firmeza à pele;

3.  O Zinco e o Alumínio , que possuem papel importante na cicatrização;

4.  O Silício , que participa na reconstituição dos tecidos;

5.  O Selênio , que trabalha inibindo a oxidação das células;

6.  O Manganês que, em combinação com o Cobre , funciona como dessensibilizante e tonificante da pele;

7.  O Lítio , que contribui no metabolismo da água;

8.  O Ferro , que produz energia e oxigênio para as células.

9.  O Cobre que, em parceria com o Enxofre , inibe e controla as manifestações infecciosas.

Consultoria: Sandra Pelicciotta, professora de Estética

veja também