Você tem desejo de que, mamãe?

Você tem desejo de que, mamãe?

Atualizado: Quinta-feira, 17 Setembro de 2009 as 12

Muitos maridos já devem ter se perguntado se é mesmo preciso atender a todas as vontades incontroláveis que elas têm nesses meses.

Você está com medo que seu filho nasça com cara de lichia caso você não vá ao supermercado no meio da madrugada e encontre a tal da fruta? Pois é, sua mulher nunca gostou dessa fruta e agora ela quer de qualquer jeito…Mas calma, pode ficar pior. E se ela resolver querer comer outra coisa ainda mais complicada de achar…

E como então lidar com esta situação?

Claro que tudo isso é um exagero, mas saiba que atender os desejos de uma mulher grávida pode até não ser obrigatório, mas existe uma explicação para eles e é indicado que sejam satisfeitos. A mulher quer ser mimada durante a gravidez. Então eu sugiro que os maridos atendam, sim. Não precisa sair desesperado atrás do que ela tem vontade, mas agradar dentro do possível fará muito bem.

Mas saiba de que esse desejo não é manha. Ele tem fundamento…

Os hormônios da mulher durante a gestação, principalmente a progesterona, podem causar mudanças de apetite, pois essas alterações hormonais influenciam no centro da fome, no cérebro. Porém, apesar dessa explicação, não é uma necessidade fisiológica e não há motivo para preocupação.

Este desejo é mais emocional. Podemos tranquiliza-lo de que não tem bases fisiológicas e é benigno. Se o homem puder atender a esses pedidos, ótimo. O que ela quer agora que está esperando um filho é atenção.

Mas e a vontade de comer tijolo, terra ou barro, que muitas gestantes apresentam nessa fase?

Essa sensação esquisita pode ser a denúncia de carência de ferro no organismo, mas não é uma regra. Outra preferência das mulheres esperando bebê são as frutas cítricas. Quando elas sentem muito enjoo, a vontade de comer coisas ácidas aumenta, porque a acidez melhora esse mal estar.

Também por causa dos hormônios, a futura mãe, muitas vezes, desenvolva aversão a certos alimentos que sempre gostou. O olfato da mulher fica muito sensível durante a gravidez. O cheiro de uma comida lembra outra e ela acaba tendo vontades. Por outro lado, muitos odores passam a deixá-la enjoada, mesmo os de alimentos que ela adorava antes de estar esperando um filho. O importante, em suma, é que a mulher seja bem cuidada nessa fase, faça acompanhamento médico e seja paparicada.

veja também