Você tem medo de dirigir?

Você tem medo de dirigir?

Atualizado: Quinta-feira, 19 Maio de 2011 as 9:40

Carlos Campos é um jornalista que possui carteira de habilitação desde 1977, fez auto-escola como quase todo mundo, mas poucas vezes assumiu a direção de um carro. Ele adquiriu verdadeiro pavor de dirigir, comportamento cada vez mais comum entre as pessoas. Os motivos variam desde o temor de ser atingido pela violência urbana como o de ensinamento deficiente das auto-escolas que não preparam o aluno para encarar o trânsito das grandes cidades.

E esse receio normalmente se transforma em verdadeira fobia. Tem gente que quando se vê a um volante de um carro sente as mãos tremerem, as pernas ficarem bambas como se tivesse total incapacidade de lidar com aquela situação.   O medo de assumir a direção de um veículo pode prejudicar de forma significativa a qualidade de vida e até mesmo impedir a realização, tanto pessoal quanto profissional. A pessoa se sente incapaz de desempenhar uma função que é considerada como muito simples pela maioria.

Para a psicóloga Dena Macedo, o medo de dirigir pode ter nascido da insegurança ou até de um trauma decorrente de um acidente de trânsito que envolveu amigos e parentes. Ela disse que já atendeu em seu consultório homens e mulheres com essa dificuldade, embora reconheça que as mulheres são as que mais sofrem.

“Algumas até se queixam de que desenvolveram a fobia por causa dos pais ou maridos que ficavam com mil recomendações quando elas pegavam o carro. O excesso de palpite só serve para aumentar a insegurança de quem pretende enfrentar o tráfego pesado das cidades”, diz Dena.

Para a psicóloga, quando o medo chega ao ponto de interferir na vida normal das pessoas, é importante que ele seja enfrentado, mesmo que por meio de acompanhamento médico como uma terapia.   O professor Ivens Machado não chegou a recorrer à ajuda externa, mas lembra que quando comprou seu primeiro carro, tinha muito receio de transitar pela Avenida Brasil, no Rio de Janeiro, onde ficava a escola em que lecionava. Até que depois de passar muito tempo deixando o carro na garagem e pegando ônibus lotados, decidiu encarar seus medos.

"Passei a sair mais cedo de casa para encontrar um trânsito menor e, depois de um mês de muitos sustos, perdi completamente o medo de conviver com aqueles ônibus e caminhões que me assustavam tanto", afirma Machado.

Hoje, no Brasil, já existem auto-escolas que contam com instrutores capacitados para ajudar as pessoas que têm medo de dirigir. Uma empresa especializada resolveu lançar uma campanha exclusivamente para as mulheres que se sentem inseguras na hora de pegar o volante.

Em todas as suas unidades no Brasil, a Dirigindo Bem promoveu palestras com psicólogos para motoristas com temas relativos ao assunto como possíveis traumas que levam ao medo de dirigir; a importância do acompanhamento psicológico; superação do medo e muitos outros assuntos relativos ao temor que mexe com boa parte da população.  

veja também