Você trabalha demais?

Você trabalha demais?

Atualizado: Quinta-feira, 21 Fevereiro de 2008 as 12

Você trabalha demais?

A agitação do dia-a-dia tem feito com que muitas pessoas deixem de lado o lazer, principalmente a mulher que tem dupla jornada, pois preocupam-se, não apenas com o crescimento profissional,mas também em cuidar da casa e dos filhos. Visando o seu conforto e de seus entes queridos, muitas dessas mulheres acabam trabalhando demais, esquecendo dos momentos de diversão. O lazer pode ser muito mais importante do que se pode imaginar.

A psicóloga Silvia Rocha afirma que o lazer é uma forma de aliviar o estresse. "Devemos ter tempo para tudo. Para trabalhar, descansar e se divertir. Por mais que se trabalhe muito, pelo menos o fim de semana tem que estar disponível. Ficar antenada com o trabalho o tempo todo pode gerar cansaço mental", esclarece.

Para Silvia, devido ao nosso padrão social, mulher está mais voltada para o trabalho. Por isso ela tende a abdicar do lazer, porque, assim como o homem, há uma preocupação em prover o sustento da família. "Não tendo um tempo para o descanso e o lazer, ele acaba prejudicando a saúde e a própria família, que precisa da relação com a mãe", explica.

"A mulher não deve visar apenas o lado financeiro. Claro que isso é importante! Mas a união familiar é fundamental para o bem de todos", acrescenta a psicóloga.

O mercado de trabalho tem feito com que, cada dia mais, o profissional se aperfeiçoe. E, de acordo com Silvia, isso contribui para a falta de tempo. "Muitos, quando conseguem folga no trabalho, fazem um curso, ou participam de um seminário, ou ficam no computador realizando pesquisas. Tudo girando em torno da ascensão profissional, não sobrando espaço para o descanso", comenta.

O tempo para o lazer, segundo a especialista, varia de pessoa para pessoa. Uns têm a oportunidade de tirar uma folga por semana e outros apenas a cada 15 dias. "Mesmo sendo curto o tempo de repouso, relaxar e se divertir neste dia deve ser obrigatório para a manutenção da saúde física e mental", destaca.

veja também