Web TV Moda que Muda dá dicas sobre moda, sustentabilidade e consumo consciente

Web TV Moda que Muda dá dicas sobre moda, sustentabilidade e consumo consciente

Atualizado: Segunda-feira, 1 Dezembro de 2008 as 12

No ar há pouco mais de um mês, a web TV Moda que Muda apresenta um novo olhar sobre a moda e seu impacto no meio ambiente. "Atualmente, dispomos de quatro programas e um bloco de notas jornalísticas, o "Pano pra manga", que reforçam o conceito de que a moda é um veículo de transformação", diz Danielle Ferraz, jornalista e consultora de moda - também uma das idealizadoras da web TV ao lado da roteirista Patrícia Curti e do diretor Edson Cappellano.

A proposta vem despertando não só o interesse de telespectadores que gostam de moda, engajados em movimentos que defendam o meio ambiente e consumo responsável; profissionais e estudantes da área e das empresas que se identificam com a questão da sustentabilidade. "A Universidade Anhembi Morumbi é um de nossos parceiros. É uma instituição que avaliza e apóia a web TV. É um estímulo muito importante especialmente nesta fase inicial", ressalta Danielle.

Dicas - A consultora compartilha algumas das dicas veiculadas pela web TV:

Abaixo a moda descartável! Muitas cadeias de lojas populares lançam coleções a preços baixíssimos, um estímulo ao consumo desenfreado por peças que entram e saem de moda num piscar de olhos. Da próxima vez que for às compras, preste mais atenção na quantidade, qualidade e durabilidade das roupas que está levando para casa. Avalie se o que está saindo barato para o seu bolso não vai custar caro para comunidades produtoras e o meio ambiente. Chic é ser consciente.

  Esqueça as tendências. Foi-se o tempo em que as passarelas ditavam o que iria fazer parte do seu guarda-roupa. Pelo contrário, hoje, quanto mais personalizado o look, melhor. Encontre seu estilo, aprenda o que realmente lhe cai bem e desfile por aí com uma moda que seja a sua cara. Nada mais fashion e atual. Liquidações geram um alvoroço geral naqueles que adoram rechear o guarda-roupa. No entanto, é preciso lembrar o que há por trás disso: 1- O consumo desenfreado é um dos responsáveis pelo aquecimento global. Consumir com consciência é a nova ordem para tentarmos colaborar com o planeta.

2- Preços convidativos colaboram para que se compre por impulso, o que significa ser grande a chance de você jamais usar aquela "linda blusa que estava uma pechincha".

Foi-se o tempo que brechó era uma loja de roupas velhas e nada atrativas. É possível encontrar roupas maravilhosas, por preços incríveis e, de quebra, tornar-se adepta da reutilização, uma forma de reciclagem. Pense nisso!

Reflita antes de comprar. Antes de percorrer as lojas atrás dos últimos lançamentos, siga as seguintes sugestões:

1- Arrume seu guarda-roupa. Você vai descobrir coisas do "arco da velha", que nem se lembrava que tinha.

2- O que está parado, sem uso, doe.

3- Pesquise o que realmente seria bacana adquirir. Compre peças versáteis – um vestido que de dia você usa com rasteirinha e, de noite, ganha cara nova com acessórios poderosos, por exemplo.

4- Antes de fechar a compra, pare e pense: eu realmente preciso disso? Essa peça vale realmente a energia que será despendida para pagá-la? Qual o impacto dessa peça no meio-ambiente? Seu bolso e o planeta agradecem.  

Para conhecer mais acesse   http://www.modaquemuda.com.br/

veja também