Árabes boicotam Pence por ser evangélico: “Homem perigoso com visão messiânica”

Em visita a Israel, o discurso do vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, foi alvo do protesto de árabes no parlamento do país.

fonte: Guiame, com informações de Haaretz

Atualizado: Segunda-feira, 22 Janeiro de 2018 as 12:58

Vice-presidente dos EUA, Mike Pence com o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu. (Foto: Ariel Schalit, Pool/Associated Press)
Vice-presidente dos EUA, Mike Pence com o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu. (Foto: Ariel Schalit, Pool/Associated Press)

O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, dirigiu uma sessão especial nesta segunda-feira (22) no Knesset, o parlamento de Israel. Em seu discurso, ele anunciou que os EUA irá concluir a mudança de sua embaixada para Jerusalém antes do final de 2019.

A visita do líder americano ao Knesset foi boicotada por parlamentares árabes, após um anúncio do chefe da Lista Conjunta, uma coligação política em Israel composta por quatro partidos majoritariamente árabes.

“Ele é um homem perigoso com uma visão messiânica que inclui a destruição de toda a região. Ele vem aqui como emissário de um homem que é ainda mais perigoso”, declarou Ayman Odeh no Twitter, fazendo referência a Donald Trump.

Apesar do protesto dos parlamentares árabes, que foram escoltados para fora do Knesset, Pence apelou para que israelenses e palestinos retomem as negociações de paz. “Agora sabemos que os israelenses querem a paz”, disse ele, pedindo à liderança palestina para “voltar à mesa” e buscar a paz “através do diálogo”.

Pence também mencionou o Irã, prometendo impedir a República Islâmica de obter armas nucleares. “Eu tenho uma promessa solene minha para todo Israel: os EUA nunca vão permitir que o Irã adquire uma arma nuclear”, disse ele.

Se dirigindo ao Knesset, o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, disse que o reconhecimento de Jerusalém pelos EUA foi uma das decisões mais importantes da história do sionismo. “Nenhum outro vice-presidente norte-americano teve tanto compromisso com o povo judeu”, afirmou.

Antes de visitar o Knesset, Pence se reuniu com Netanyahu em seu gabinete declarou que Israel está “no limiar de uma nova era”, destacando seus esforços para alcançar a paz entre israelenses e palestinos.

“Tive o privilégio, ao longo dos anos, de acolher centenas de líderes mundiais e na capital de Israel, Jerusalém. Mas esta é a primeira vez que ambos os líderes podem dizer essas três palavras: ‘capital de Israel, Jerusalém’”, observou Netanyahu a Pence.

veja também