Israel declara apoio a Donald Trump após decisão contra o Irã

Trump anunciou a decisão da Casa Branca de retirar os EUA do acordo firmado com o Irã, em 2015.

fonte: Guiame, com informações da Veja

Atualizado: Quarta-feira, 9 Maio de 2018 as 9:28

O Irã representa perigo para Israel, sendo uma clara oposição aos judeus. (Foto: Reprodução).
O Irã representa perigo para Israel, sendo uma clara oposição aos judeus. (Foto: Reprodução).

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu disse em uma declaração realizada na noite da última terça-feira (8) que a ação dos Estados Unidos em deixar o acordo nuclear com o Irã foi “ousada”.

Donald Trump anunciou, também na terça-feira, a decisão da Casa Branca de retirar os EUA do acordo firmado em 2015, com o presidente antecessor, Obama. Para Netanyahu, o fim das sanções contra Teerã produziu “resultados desastrosos”.

Em sua declaração, Trump anunciou que as sanções serão retomadas. Mais tarde, o primeiro-ministro de Israel identificou o governo do Irã como “regime terrorista” em seu comunicado oficial, divulgado pelo governo israelense.

Sabe-se que o Irã representa perigo para Israel, sendo uma clara oposição aos judeus. Ciente disso, Netanyahu  anunciou, na semana passada, ter reunido 110 mil documentos que comprovam o descumprimento dos termos do acordo pelo Irã.

“Israel apóia totalmente a ousada decisão do presidente Trump de rejeitar o desastroso acordo nuclear com o regime terrorista em Teerã”, afirmou Netanyahu.

“Israel se opôs ao acordo nuclear desde o início porque dissemos que, em vez de bloquear o caminho do Irã para uma bomba, o acordo realmente abriu caminho para que o Irã adquira um arsenal inteiro de bombas nucleares dentro de alguns anos”, colocou.

veja também