Kosovo estabelece relações com Israel e terá embaixada em Jerusalém

As relações com Israel foram anunciadas durante uma cerimônia virtual pelos ministros das Relações Exteriores dos dois países.

fonte: Guiame, com informações do Estado de Minas e IstoÉ

Atualizado: Terça-feira, 2 Fevereiro de 2021 as 8:56

O ministro israelense das Relações Exteriores Gabi Ashkenazi assina documento de normalização das relações diplomáticas com Kosovo. (Foto: Reprodução / AFP)
O ministro israelense das Relações Exteriores Gabi Ashkenazi assina documento de normalização das relações diplomáticas com Kosovo. (Foto: Reprodução / AFP)

Os governos de Israel e de Kosovo anunciaram nesta segunda-feira (1º) a normalização de suas relações diplomáticas, no mesmo caminho adotado recentemente por Emirados Árabes Unidos, Bahrein, Sudão e Marrocos.  

No entanto, diferentemente dos demais, o território europeu irá abrir sua embaixada em Jerusalém, reconhecendo a cidade como capital israelense. Os demais seguiram a diplomacia internacional e abrirão suas representações diplomáticas em Tel Aviv.  

A cerimônia, feita de maneira virtual, contou com a presença do ministro das Relações Exteriores de Israel, Gabi Ashkenazi, que estava em Jerusalém, e de sua homóloga, Meliza Haradinaj Stubla, que ficou em Pristina. 

"Hoje fazemos história, estabelecemos relações diplomáticas entre Israel e Kosovo. É a primeira vez que são estabelecidas relações diplomáticas por Zoom", declarou o ministro israelense das Relações Exteriores Gabi Ashkenazi.

Capital Jerusalém

Kosovo reconhece como capital de Israel a cidade de Jerusalém, onde abrirá nos próximos meses uma representação diplomática.

"Nesta manhã recebi sua solicitação para estabelecer sua embaixada em Jerusalém e a aceitei", disse Ashkenazi.

Também apresentou uma placa com a inscrição "embaixada da República de Kosovo em Jerusalém, Israel", que será colocada na porta do futuro estabelecimento.

Relações diplomáticas

"Kosovo esperou muito tempo antes de estabelecer relações diplomáticas com Israel. Começamos um novo capítuo nos laços históricos entre nossos dois países, que atravessaram um longo e muito difícil caminho antes de se transformarem em Estados", declarou a ministra kosovar das Relações Exteriores, Meliza Haradinaj-Stublla.

Também participou o representante especial dos Estados Unidos para os Balcãs Ocidentais, Matthew Palmer, “visto o envolvimento dos EUA na instituição dessas relações”.  

Assim como os norte-americanos, Israel reconhecem a independência da ex-província sérvia desde 2008, quando o governo anunciou sua separação, passando a ser um Estado independente. Até hoje, cerca de 115 países no mundo reconhecem a independência do pequeno país dos Balcãs. 

O ex-presidente Donald Trump havia anunciado em setembro um acordo para que o Estado hebreu fosse reconhecido por Kosovo, assim como a abertura por este de uma embaixada em Jerusalém.

O acordo com Israel também prevê, segundo fontes diplomáticas em Jerusalém, que Kosovo classifique o movimento xiita libanês Hezbollah (tanto seu ramo político como o militar) como uma "organização terrorista"

veja também