República Dominicana considera a mudança de embaixada para Jerusalém

Debaixo de um novo governo, a República Dominicana anunciou que considera transferir sua embaixada de Tel Aviv para Jerusalém.

fonte: Guiame, com informações da Reuters

Atualizado: Quarta-feira, 4 Novembro de 2020 as 8:57

Bandeira de Israel hasteada na Cidade Velha de Jerusalém. (Foto: Ronen Zvulun/Reuters)
Bandeira de Israel hasteada na Cidade Velha de Jerusalém. (Foto: Ronen Zvulun/Reuters)

A República Dominicana informou Israel no sábado (31) de que considera a transferência de sua embaixada de Tel Aviv para Jerusalém.

O Ministério das Relações Exteriores da República Dominicana disse em um comunicado na sexta-feira (30) que estava avaliando a medida a pedido da comunidade judaica local, observando que sua embaixada em Israel esteve em Jerusalém até 1980.

O Ministro das Relações Exteriores de Israel, Gabi Ashkenazi, elogiou a República Dominicana e expressou sua gratidão ao chanceler dominicano, Roberto Alvarez Gil, por considerar a mudança.

“Agradeci a ele durante nosso telefonema ontem por esta importante decisão e pelos muitos anos de amizade entre nossos dois países”, disse Ashkenazi no Twitter.

O anúncio surge dois meses após o início de um novo governo dominicana liderado pelo presidente Luis Abinader, neto de imigrantes libaneses. Desde que assumiu o poder, Abinader descreveu como “muito especial” a relação da República Dominicana com os Estados Unidos, principal parceiro comercial do país.

A declaração dominicana, feita a poucos dias da eleição presidencial nos EUA, seguiu os passos de outros países latino-americanos que recentemente mudaram sua embaixada para Jerusalém ou estão considerando fazê-la.

O presidente dos EUA, Donald Trump, que busca a reeleição nesta quarta-feira (4), reconheceu Jerusalém como capital de Israel no final de 2017, e transferiu a embaixada americana para a cidade no ano seguinte.

A Guatemala mudou sua embaixada para Jerusalém logo em seguida e Honduras anunciou que pretende fazer o mesmo até o final de 2020. O Brasil também está cogitando a mudança.

O status de Jerusalém tem sido uma das questões mais delicadas no conflito entre israelenses e palestinos. Os palestinos querem Jerusalém Oriental, anexada por Israel após a Guerra dos Seis Dias de 1967, como a capital de um futuro Estado. Israel considera toda a cidade, incluindo a parte oriental, como sua capital.

veja também