Advogado do pastor Youcef escreve carta antes de ir para a prisão

Advogado de Youcef escreve carta antes de ir para a prisão

Atualizado: Terça-feira, 30 Outubro de 2012 as 10:37

 

mohammad ali dadkhahNa noite anterior à prisão em uma das mais duras prisões do Irã, o advogado do pastor iraniano Youcef Nadarkhani enviou uma última carta falando de sua alegria pela libertação do pastor e “aperfeiçoamento da humanidade”.
 
“Eu fiquei muito feliz em receber sua bondosa carta. Sua carta me fez apreciar todos corações atenciosos que batem pelo aperfeiçoamento da humanidade”, escreveu Mohammad Ali Dadkhah, segundo anunciou a ACLJ.
 
A carta foi uma resposta à um contato feito pelos membros do Centro Americano para Lei e Justiça (ACLJ) agradecendo-o por seu trabalho incansável de defesa ao pastor cristão Youcef Nadarkhani.
 
“Eu vivi muito em minha vida, muitas das experiências foram cheias de tristeza e muitas cheias de alegria, contudo pode ser interessante para você saber, que eu nunca me esquecerei a emoção e felicidade que eu senti de ouvir as notícias de que o pastor Nadarkhani não seria executado, e sairia como um homem livre”, acrescentou.
 
Pastor Youcef foi liberto da prisão depois de ser absolvido da acusação de apostasia no início de setembro. Ele havia sido preso em 13 de outubro de 2009, depois de protestar contra a decisão do governo de forças as crianças, incluindo seus filhos cristãos, a ler o Alcorão.
 
Ele foi inicialmente acusado de protestar, mas posteriormente as acusações passaram a ser de apostasia e evangelismo aos muçulmanos. Youcef foi então condenado à morte em 2010, com a decisão confirmada no ano passado.
 
Após grande pressão internacional, com destaque à participação do Brasil no caso, o Tribunal o condenou a três anos de prisão por evangelizar muçulmanos e foi liberado porque ele já havia servido a este tempo.
 
O deputado federal brasileiro Roberto de Lucena, confirmou mais tarde oficialmente a libertação do pastor Youcef em um encontro com o Embaixador Extraordinário e Plenipotenciário do Irã Mohammad Ali Ghanezadeh no dia 10 de outubro.
 
O advogado de Youcef afirmou em sua carta que este será um momento do qual ele jamais esquecerá em sua vida.
 
“Eu jamais me esquecerei aquele dia pelo resto de minha vida. Essa ocasião levantou todas as fronteiras, governos, e visões que nos separavam e trouxe os homens próximos uns dos outros. Eu oro a Deus por uma felicidade duradoura em sua vida e um sorriso que jamais terminará.”
 
“Eu espero que você continue amando a humanidade”.
 

veja também