Agências adventistas se unem para ajudar Haiti

Agências adventistas se unem para ajudar Haiti

Atualizado: Quarta-feira, 3 Fevereiro de 2010 as 12

No title Porto Príncipe, Haiti ... [ASN] A Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (ADRA) da América do Sul divulga, nesta manhã de sexta-feira, dia 22, um relatório sucinto das principais atividades realizadas pela ADRA no Haiti. Desde o dia 16 de janeiro, os esforços no país da América Central têm sido grandes em função dos tremores que praticamente devastaram a capital, onde reside grande parte da população.

De acordo com o relatório geral da ADRA, o escritório da agência no Haiti não foi afetado pelo terremoto e está localizado dentro do campus da Universidade Adventista do país e do hospital adventista. Somente um trabalhador da ADRA foi afetado com escoriações, mas continua trabalhando, assim como os demais. Em parceria com a Global Medics, a ADRA estabeleceu um centro de distribuição de água, de pastilhas purificadoras de água, o que beneficiou pelo menos 30 mil pessoas. Voluntários têm ajudado com a limpeza de um terreno para construção de 60 latrinas, auxiliando pelo menos 25 mil pessoas deslocadas por estarem desabrigadas.

No dia 18 de janeiro, ADRA recebeu 12.873 rações compostas por biscoitos de alto teor energético das Nações Unidas que foram distribuídos em oito diferentes pontos com a proteção de militares da ONU e sob acompanhamento de repórteres da comunidade internacional e líderes comunitários.

Vale ressaltar o auxílio da Associação de Porto Rico da Igreja Adventista do Sétimo Dia que enviou oito caminhões com alimentos, colchões, fogões e outros materiais necessários para o país vizinho. O Hospital Adventista da Flórida, nos Estados Unidos enviou medicamentos e equipamentos e, também, duas equipes médicas que trabalharão em coordenação com a ADRA.

Outras ajudas têm chegado para o Haiti provenientes da Igreja Adventista de Santo Domingo, na República Dominicana, ADRA da República Dominicana (enviou quatro veículos alugados para ajudar nos trabalhos da ADRA Haiti), ADRA Portugal (enviou quatro geradores e dois sistemas de purificação de água), ADRA Alemanha, ADRA Espanha, Hospital Adventista de Loma Linda (EUA), entre outras organizações que trabalham em conjunto com as agências humanitárias adventistas.

Perdas - De acordo com informações da Divisão Interamericana da Igreja Adventista do Sétimo Dia, o número de membros adventistas mortos chegou a 522 e pelo menos 55 congregações foram destruídas, 60 parcialmente afetadas e em torno de 27 mil membros adventistas perderam suas casas na capital Porto Príncipe. [Equipe ASN, Felipe Lemos com informações de Günther Wallauer e Libna Stevens - Foto: msnbc.msn.com]

Por Felipe Lemos

veja também