Ameaçada pelo governo, igreja chinesa pede oração

Ameaçada pelo governo, igreja chinesa pede oração

Atualizado: Terça-feira, 14 Julho de 2009 as 12

A associação ChinaAid recebeu uma carta da Igreja Changchunli pedindo para que os cristãos ao redor do mundo orem por eles, pois o governo proibiu as reuniões e ameaça demolir o templo. Apesar de a Igreja ser registrada e ter permissão para funcionar, oficiais do governo junto com outras organizações religiosas e o Movimento das Três Autonomias (TSPM em inglês) fizeram acordos para assumir o comando do terreno da Igreja, para fins financeiros.

Desde junho de 2009, as autoridades de Jinan têm agredido e incomodado os cristãos da Igreja Changchunli. No dia 14 de junho, mas de 100 policiais forçaram os membros da congregação a deixarem a Igreja e ir cultuar na frente do prédio. Centenas de policiais ocuparam todos os edifícios em volta da Igreja, e ofenderam e ameaçaram os cristãos. Os membros da igreja entraram no templo e permanecem lá dia e noite. Fontes relatam que oficiais do governo estão tentando negociar com eles.

O trecho abaixo foi retirado da carta enviada pela Igreja Changchunli:

''PEDIDO PARA TODOS OS IRMÃOS E IRMÃS AO REDOR DO MUNDO PARA QUE OREM PELA IGREJA DE CHANGCHUNLI EM JINAN, QUE FOI FECHADA À FORÇA.

17 de junho de 2009

Nós, da Igreja Changchunli em Jinan pedimos que todos os irmãos e irmãs ao redor do mundo orem e demonstrem sua preocupação por nós. Orem também para que o governo municipal se arrependa e interrompa as ações para fechar a Igreja e demolir nosso templo''.

Tradução: Portas Abertas

veja também