"Amme Evangelizar" quer ver a "Igreja 100% fora do banco"

"Amme Evangelizar" quer ver a "Igreja 100% fora do banco"

Atualizado: Quinta-feira, 18 Setembro de 2008 as 12

Por Adriana Amorim

A "Amme Evangelizar" apresentou, na Expo Cristã 2008, em São Paulo, que aconteceu de 9 a 14 de setembro, a campanha "Igreja 100% fora do banco". A Amme é uma missão que presta consultoria às igrejas evangélicas brasileiras para o trabalho de evangelismo.

A missão atua nas áreas de motivação, treinamento, suprimento e apoio para evangelização. A respeito do tema da campanha, o Pr. José Bernardo, líder da missão, explica:  "Nós sabemos quem é nossa inimiga e a combatemos com toda força: a indiferença. Ver a Igreja brasileira sentada, cuidando de seus interesses particulares e conveniências pessoais, ver tanto individualismo e egoísmo, isso sim nos incomoda. Não nos conformamos com essa situação[...]".

Desde sua fundação em 2000, a ONG auxiliou aproximadamente 31000 igrejas a evangelizar, a cada ano são mais 3500 novas.

A "Amme" distribui materiais, presta serviços, promove encontros e ministra cursos na área de evangelização. Os serviços são gratuitos ou oferecidos a preço de custo. Basta que a igreja se cadastre e emita com regularidade relatórios sobre os trabalhos de evangelismo realizados.

Escolas A "Amme" possui escolas que instruem líderes e membros das igrejas no trabalho de evangelismo: "Escola Avançada de Evangelização", feita em 12 módulos de 6 horas, um dia no mês; "Escola intensiva de evangelização", 15 dias de treinamento; "Escola Superior de Missões", destinada às igrejas que desejam enviar membros para trabalhos em diferentes regiões ou países, as aulas têm atividades em sala e extra-classe.

Evento A Amme realiza anualmente o "Encontro Nacional Amme", com palestras e fóruns organizados pela ONG para pastores e líderes.

Materiais e Suprimentos Entre os materiais, as publicações mais conhecidas são o "Livro da Vida", o "Livro da Esperança", o "Livro da Família" e a "Revista Evangelizar'. Os três primeiros são fornecidos gratuitamente às igrejas. A revista, que traz informações sobre métodos, estratégias, soluções e oportunidades para evangelismo pode ser adquirida por meio de uma assinatura anual no valor de R$36,00.

A Amme fornece também às instituições cadastradas filmes como "Socorro" e "Toque do Mestre". Em muitos casos, a consultoria disponibiliza equipamentos de som e imagem para facilitar a exibição em campanhas.

A ONG possui um departamento de literatura, a "Salva Vidas Distribuidora", onde podem ser adquiridos livros, DVDs, CDs e outros materiais necessários. Os pedidos são feitos por telefone.

Outro meio que auxilia o trabalho das igrejas é o "Portal Evangeliza Brasil", que traz para a internet artigos, notícias, entrevistas, testemunhos, relatórios e atendimento on-line. A ONG também disponibiliza boletim por email.

Mais sobre a Amme A Amme define "crente de banco" como aquele que freqüenta uma igreja para apenas assistir ao culto ou mesmo aqueles que "falam muito, correm muito, parecem trabalhar, mas seu trabalho não resulta em crescimento e edificação da igreja".

O diretor administrativo Alessandro Miguel conta que os serviços da Amme foram se diversificando na medida em que a ONG percebia que as igrejas precisavam de mais ferramentas e recursos para evangelizar: "Nós fomos nos emprenhando em desenvolver essas ferramentas e ampliando o leque [...] nós não vamos conseguir aqui ter um ministério de teatro, seria maravilhoso, um ministério de capelania escolar, um ministério de capelania hospitalar, prisional, não temos; mas existem missões que já fazem esse trabalho e fazem muito bem", conta o administrador.

Alessandro conta que em 2004, de acordo com relatórios enviados pelas igrejas, a Amme distribuiu 16 milhões de livros e contribuiu para a evangelização de 100 mil pessoas no Brasil: "Isso traz para a a gente uma referência. A cada 2000 pessoas evangelizadas com o "Livro da Vida", 12 se convertiam e o custo para evangelizar 2000 pessoas retirando o mateial de armazém, mais os custos operacionais era de aproximadamente R$100,00. Ou seja, uma pessoa que ofertasse R$100,00 ao nosso ministério tinha a segurança que 12 pessoas iriam se converter".

Uma das grandes dificuldades que a organização enfrenta é a carga tributária, comum para a maioria das ONGs brasileiras: "Uma ONG como a Ame, por exemplo, que é constituída fundamentalmente como uma igreja, não tem incentivo fiscal algum em relação a uma empresa comercial. Com excessão das ongs que se tornam de utilidade pública e vão cumprir o papel social declarado e comprovado, que conseguem isenção de alguns impostos a mais, mas nada tão expressivo", expôs o administrador.

Muitas igrejas colaboram financeiramente com a Amme, mas o volume maior de contribuições é de pessoas físicas. Os mantenedores são chamados de "ceifeiros". Para realizar o trabalho, a consultoria conta com 24 "funcionários-missionários" e com o apoio voluntário de pessoas que se dedicam à "Missão", chamados de "centuriões". "O trabalho voluntário é o grande pilar para a gente conseguir avançar na mobilização, os recursos são escassos, os impostos são altíssimos", expôs Alessandro.

"Indiferença é falta de amor e falta de amor é falta de converão. Quem não evangeliza precisa ser evangelizado", resume o Pr. José Bernardo, líder da Amme.

Contatos: Tel.: 0800 121 911

[email protected]

http://www.evangelizabrasil.com

veja também