Antigo Exército Vermelho Soviético volta a ter capelães

Antigo Exército Vermelho Soviético volta a ter capelães

Atualizado: Segunda-feira, 18 Julho de 2011 as 11:38

Até o final do ano, as Forças Armadas da Rússia, o antigo Exército Vermelho da União Soviética, voltarão a ter capelães de várias denominações, incluindo a dos judeus e dos muçulmanos. Eles farão parte de uma estrutura militar com sua própria hierarquia, a exemplo do que existe nas Forças Armadas da Espanha.

Boris Lukichev, responsável pelo departamento de Assuntos Religiosos das Forças Armadas, informou que a decisão foi tomada para atender a uma demanda por assistência espiritual. Do total dos militares, 70% se definem como religiosos e 80% deles estão ligados à Igreja Ortodoxa Russa.

O líder religioso Dmitir Smirnov, do Patriarcado de Moscou, disse que os capelães ajudarão a elevar o moral das tropas, que se encontram alabadas com a corrupção e o nepotismo do comando. "Isso melhorará a situação, embora o pecado não possa ser erradicado completamente da natureza humana".

Em 1716, o czar Pedro, o Grande, criou as capelanias, que chegaram a representar 400 igrejas. Elas foram extintas um pouco antes da Revolução Comunista de 1917.

Os capelães de agora não receberão treinamento militar nem terão armas. Muitos deles, contudo, já serviram as Forças Armas como oficiais, inclusive na época da União Soviética.

A Igreja Ortodoxa Russa tem sido uma das bases de apoio político ao presidente Dmitri Medvedev.

Com informação das agências.

veja também