Assembleia de Deus e Jocum promovem ação social em Colombo

Assembleia de Deus e Jocum promovem ação social em Colombo

Atualizado: Quarta-feira, 26 Outubro de 2011 as 9:03

A Igreja Evangélica Assembleia de Deus, juntamente com o Instituto Terapêutico Psiquiátrico (ITP) e o grupo de jovens da igreja (Jocum), realizaram no último sábado um dia de Ação Social e impacto evangelístico. A programação começou às 9h e foi até às 17h. Além de consultas médicas e distribuição de remédios gratuitamente, houve dança, música e teatro, sobre responsabilidade do grupo Jocum. Ao final da tarde foi realizado um culto evangelístico. O evento contou com a participação dos médicos Sérgio Medeiros e Wagner Sabino, que junto com o pastor Edilson Siqueira foram responsáveis pela organização do evento.

Compromisso social Oferecer a quem não tem condições de ir até um posto de saúde ou não pode comprar a medicação era a meta dos organizadores deste primeiro dia de ação social. “Hoje podemos levar quase trinta minutos com cada paciente, é o tempo adequado para que ele saia bem orientado e com a certeza de que foi ouvido” afirma o médico Wagner.

Houve pouca divulgação da ação, mas o resultado foi satisfatório. “Decidimos realizar a ação no começo da semana e a divulgação aconteceu ontem (sexta-feira, 21) e hoje (sábado, 22), mas foi suficiente. Se houvesse mais divulgação, com certeza haveria necessidade de mais médicos,” disse Sérgio.

Segundo os médicos, a escolha da Igreja Assembleia de Deus para realizar a ação foi feita porque o atendimento da saúde corporal, espiritual e mental estão todos ligados. Por isso foi feito um culto no final do evento.

Outros colaboradores da Ação Social contam como foram convidados a trabalhar no evento, como aconteceu com a enfermeira Suellen Aparecida Kanak. A solidariedade é o ponto forte do evento “Trabalho com o Dr. Sergio e como hoje é meu dia de folga, ele perguntou se eu não gostaria de participar da ação, fiquei sensibilizada e resolvi ajudar” conta Suellen.

Durante todo o dia foram realizadas em torno de 50 consultas, a ideia dos idealizadores é fazer uma segunda edição, mas em outros pontos da cidade de Colombo. “Não posso afirmar que já temos uma data marcada, mas espero que seja já no próximo mês,” finaliza Wagner Sabino.

Para Sérgio, os próximos eventos precisam de uma estrutura diferenciada. “Queremos isso bem maior, montar barracas para poder atender bem mais que 50 pacientes,” finaliza.

Pollyanna Mattos

Com informações do Jornal de Colombo

veja também