Bíblias em áudio levam ex-muçulmanos ao acesso à palavra de Deus

O novo dispositivo facilita o entendimento das Escrituras, principalmente para cristãos que se comunicam a partir de dialetos locais.

fonte: Guiame, com informações de Portas Abertas

Atualizado: Quarta-feira, 31 Março de 2021 as 9:12

Muitos cristãos que vivem em aldeias e tribos na Malásia não têm acesso a materiais cristãos no dialeto nativo. (Foto: Portas Abertas)
Muitos cristãos que vivem em aldeias e tribos na Malásia não têm acesso a materiais cristãos no dialeto nativo. (Foto: Portas Abertas)

Na Malásia, agora muitos cristãos podem ouvir a Bíblia e louvores em seu próprio idioma. Embora a Bíblia esteja à disposição dos malaios, ela só existia em duas línguas no país: inglês e malaio. Mas, como a maioria dos cristãos não fala inglês, essa versão era praticamente inútil para eles.

E a Bíblia na língua nacional malaia também não ajudava muito, pois os cristãos nativos se comunicam a partir de dialetos locais. Dessa forma, a compreensão do Evangelho se tornava complicada para eles.

De acordo com a Portas Abertas, uma parceria da instituição com um ministério de produção de áudio, tornou possível o acesso a esse novo dispositivo. Agora os cristãos malaios contam com a Bíblia em línguas nativas e músicas para que adorem em seus dialetos. “Sem esses dispositivos, os cristãos malaios poderiam nunca entender a palavra de Deus”, disse um parceiro da Portas Abertas que atua naquela nação. 

Não há Bíblias físicas nas línguas dos cristãos malaios que vivem em tribos e aldeias. Elas existem apenas em formato de áudio. “No início, compramos e distribuímos cerca de 50 unidades para pastores locais e suas congregações, mas depois que o primeiro lote foi distribuído, houve uma alta demanda”, compartilhou o parceiro. 

Isso explica que a Igreja está crescendo na Malásia, apesar da realidade da perseguição. O país ocupa o 46º lugar na Lista Mundial da Perseguição 2021, onde se destacam a paranoia ditatorial e a opressão islâmica. Aqueles que abandonam o islã para seguirem a Cristo passam a ser monitorados e perseguidos, por esse motivo muitos preferem esconder a nova fé.

veja também