"Boko Haram pode destruir nossas igrejas, mas não nossa vida em Jesus", diz pastor

Em meio às paredes do templo de uma igreja destruída pelo Boko Haram, o pastor Marcos compartilhou uma mensagem poderosa.

fonte: Guiame, com informações da Portas Abertas

Atualizado: Segunda-feira, 1 Julho de 2019 as 11:35

Rev. Marcos é pastor na Nigéria. (Foto: Portas Abertas)
Rev. Marcos é pastor na Nigéria. (Foto: Portas Abertas)

Recentemente, uma equipe da organização Portas Abertas (EUA) viajou para a Nigéria para ajudar a registrar as histórias impactantes que estão se formando nas vidas de cristãos no país, que continua sofrendo com ataques cada vez mais intensos do grupo terrorista Boko Haram.

Enquanto a equipe esteve no local, conheceu fiéis seguidores de Jesus Cristo, como no caso do Rev. Marcos. Ele está liderando uma igreja que foi atacada e destruída pelo Boko Haram.

Nem mesmo após este forte ataque, ele desistiu de seu ministério. Pelo contrário, agora está trabalhando ainda mais com sua comunidade para reconstruindo o templo que foi destruído, mas as necessidades ainda são grandes.

Dentro das paredes do prédio que o Boko Haram destruiu, ele compartilhou uma mensagem poderosa.

"O Boko Haram destruiu muitas de nossas coisas na Nigéria. Mas o povo dos EUA continua orando por nós, nos ajuda com dinheiro, comida, com diferentes fomas de ensino, Bíblias, enfim... nos ajudam de diversas formas", afirmou. "Nós agradecemos muito por isso"

"Eu quero lembrá-los disto: Nos ajudar aqui na Nigéria mantém a unidade, mas também é ensinado na Bíblia que isto [perseguição religiosa] será contínuo. Existiu ontem, existe hoje e sempre existirá", acrescentou. "Não vamos dizer 'Que a perseguição pare!', mas devemos dizer 'Que Deus dê encorajamento ao Seu povo frente ao Boko Haram".

"O Boko Haram pode destruir nossas casas, nossas igrejas, nosso dinheiro, pessoas, mas o Boko Haram não pode destruir a nossa vida em Jesus. Nós não devemos temer, devemos nos alegrar no Senhor, sempre", finalizou.

veja também