Calebes constroem, inauguram e batizam no Amazonas

Calebes constroem, inauguram e batizam no Amazonas

Atualizado: Segunda-feira, 22 Agosto de 2011 as 11:53

O verbo de ação "calebiar" pode até não existir na gramática portuguesa, mas na prática mobilizou um exército de 2.500 jovens voluntários de todas as idades e lugares no projeto missionário dos jovens adventistas do Amazonas e Roraima. Como um grito de fé e coragem eles disseram: "Algo grandioso aconteceu na Amazônia: Missão Calebe". Este grupo se uniu com os demais da região noroeste formando 4.908 “calebes” espalhados em 174 pontos de pregação. Os resultados não poderiam ser diferentes: a construção e inauguração de novos templos, batismos, vigílias, consagração, celebrações, ações sociais e comunitárias no mês de Julho.

Tudo porque a juventude decidiu dedicar tempo, talentos e recursos para seguir o exemplo bíblico do personagem de quase quatro mil anos atrás: Calebe, um homem que aceitou o desafio de Deus em se aventurar numa terra desconhecida, porém prometida, ao dizer confiante: "Vamos em frente e a possuamos porque somos capazes".

Os “calebes” modernos se levantaram para dizer o mesmo diante do desconhecido. Superaram os obstáculos em terras e águas da Amazônia. Os desafios foram muitos como: dormir em lugares pouco confortáveis, enfrentar a falta de recursos financeiros, a saudade da família, debaixo de sol e chuva, o desânimo e o cansaço para poder enfim deixar a marca de Cristo em lugares sem a presença adventista. E eles conseguiram plantar 15 novas igrejas.

Na comunidade  Boa Vista, do lago de Janauacá, AM, foi evangelizada por 16 calebes da igreja de Nova Jerusalém, distrito de Canaranas em Manaus. "Quando conheci esta vila, vi a necessidade de ter uma igreja adventista, então meu sogro morador de lá doou um terreno e por 22 dias evangelizamos para enfim plantar uma igreja neste lugar ", declarou realizado o “calebe” Moisés Ramires. O grupo de “calebes” que acompanhou esta aventura missionária contou que muitas vezes puderam ver a mão de Deus provendo meios para transporte de canoa, para a alimentação e outras provações maiores, mas se sentem vitoriosos e com o dever de missão cumprida

"Pude ver um verdadeiro reavivamento na prática da juventude que cumpriu a missão com vontade mesmo de finalizá-la", concluiu o líder de jovens, Luis Aleluia, sobre os resultados alcançados através dos 641 batismos no mês de julho.

veja também