China: Oficiais invadem associação liderada por pastor Hua Huiqi

China: Oficiais invadem associação liderada por pastor Hua Huiqi

Atualizado: Sábado, 19 Setembro de 2009 as 12

No domingo, 13 de setembro, às 14h, um grupo de estranhos arrombou a porta do apartamento do irmão Xu Wenli, no distrito de Daqing, em Beijing. O irmão Xu já havia proibido a entrada de estranhos na residência, antes de eles invadirem. De acordo com um pedido de oração enviado pelos membros da Associação Cristã Construtores de Tenda, 20 oficiais “entraram na sala gritando, e ordenaram que o irmão Xu se abaixasse enquanto os oficiais invadiam o local, alguns de uniforme, outros não. Os uniformes e relatos confirmaram que entre o grupo estavam homens do Escritório de Segurança Pública (PSB em inglês) local, do Escritório de Segurança Nacional e do Escritório de Assuntos Religiosos. 

Segundo a associação, o irmão Xu teve que mostrar os cômodos de sua casa para os oficiais, e entregar todo o material de treinamento produzido pelo ministério. ''O irmão Xu não acatou as ordens e disse: 'Quem são vocês para que eu obedeça? Eu sou um morador legal em Beijing e um filho de Deus'. Ele não ficou intimidado e ficou firme na questão legal da invasão. Ele pediu para que os oficiais lhe mostrassem algum tipo de mandado de busca, que não puderam apresentar. Alguns saíram por cerca de uma hora e depois voltaram sem o mandado, enquanto os outros continuaram interrogando e ameaçando Xu Wenli. Ele se recusou a cooperar, com base na ilegalidade do acontecido. Alguns homens, sem uniformes, alertam-no que imprimir versículos bíblicos e mensagens em papel e sacolas era ilegal, e ameaçou confiscar o material. O irmão Xu se recusou a permitir que eles entrassem nos quartos sem os documentos necessários''.

Sem evidências e sem mandado, os oficiais ''saíram sem levar nada, mas alertaram que voltariam para confiscar os materiais ilegais de treinamento, embora não o tenham feito naquele dia''. Eles também ameaçaram Xu Wenli e o aconselharam a mudar de Beijing para a província de Hebei.

O irmão Xu é integrante da Associação em Beijing, uma organização liderada pelo pastor internacionalmente conhecido Hua Huiqi. O pastor e sua família foram presos e torturados diversas vezes por sua defesa dos direitos humanos e liberdade das pessoas mais vulneráveis.

Os membros da Associação Construtores de Tenda pedem oração pelo ministério e pela salvação dos oficiais que violaram seus direitos: ''Orem pelo trabalho de evangelização na China e pela eficácia de nosso ministério''.

Tradução: Portas Abertas

veja também