Colaborador de missões da AD em Irajá - RJ leva bíblias à África

Colaborador de missões da AD em Irajá - RJ leva bíblias à África

Atualizado: Quinta-feira, 3 Fevereiro de 2011 as 10:49

A Missão África Pieia, Projeto Internacional de Evangelização para o Interior da África, liderada pelo pastor Itamar Fernandes e Missionária Alda, enviados pela AD de Feira de Santana (BA) para Moçambique, recentemente recebeu reforço do pastor Laércio Fernandes, da AD em Irajá (RJ). Ele liderou uma equipe do Rio de Janeiro no ousado projeto de levar bíblias compradas na África do Sul para Moçambique. “Transportar essas bíblias do Brasil para cá tornaria o projeto economicamente inviável, por isso decidimos comprá-las na África”, justifica o pastor carioca. A missão atua no Continente Africano há 13 anos.

Os missionários atendem principalmente o interior, uma vez constatado que 80% da população de Moçambique vivem em aldeias e não no ambiente urbano.

Os colaboradores permaneceram durante 20 dias na cidade de Beira. “Vivemos dias que marcarão nossas vidas para sempre”, conta um componente do grupo.

O grupo recém chegado atuou na evangelização pessoal, ministério infantil, assistência cristã prisional e na Rádio da Igreja – a única 100% evangélica em Moçambique. Os missionários colocaram a “mão na massa” para construir uma igreja na Aldeia de Inhabirira, que fica ao norte de Moçambique (cerca de 250 Km de Beira).

O principal objetivo da missão Pieia é implantar uma igreja em cada aldeia. “Essas aldeias que são muito atacadas pelo Islamismo e a feitiçaria. Deus nos deu a Visão de erguer uma igreja em aldeias que não têm crentes”, esclarece pastor Itamar.

As igrejas levantadas nas aldeias moçambicanas são de estrutura simples, feitas de madeira e chapas de zinco. Na Aldeia de Inhabirira, que significa “águas correntes”, já existia um grupo de cerca de 30 irmãos que foram alcançados por um pastor nativo, fruto do trabalho missionário da AD em Beira. “Vale ressaltar que tivemos duas reuniões com lideranças das aldeias vizinhas para termos a autorização de construir a congregação que servirá como Igreja Escola. Durante o dia, as crianças e adultos recebem aulas de alfabetização e os cultos acontecem à noite”, explica pastor Laércio Fernandes.  

O trabalho com crianças é uma das prioridades da AD em Beira; segundo pastor Itamar as crianças são fundamentais para a mudança de perspectivas religiosas na nação futuramente. “As crianças são os "missionários" que Deus usará amanhã para vencer o Islamismo em todos continente Africano, levando a Palavra de Deus”, diz.

A AD moçambicana mantém congregação em grande feira livre, o GOTO, estratégia utilizada para alcançar pessoas que vivem da venda e negociação de todos os tipos de produtos imagináveis (nem todos legais) e que não poderiam ir à igreja por falta de tempo.

“Nesse local realizamos um grande trabalho de evangelismo pessoal com distribuição de muitas literaturas bíblicas onde várias pessoas aceitaram a mensagem da cruz, recebendo a Cristo como Salvador pessoal” conta pastor Fernandes.

Com informações de Lucas Ricardo

Por Mauro Sergio de Deus

veja também