Coluna David Botelho

Coluna David Botelho

Atualizado: Terça-feira, 27 Maio de 2008 as 12

É loucura esperar resultados diferentes quando continuamos fazendo a mesma coisa" - Albert Einstein

Graça e Paz!

O apóstolo Paulo estava desenvolvendo um ministério evangelístico em Atenas, onde pregou a famosa mensagem evangelística sobre o Deus desconhecido, no Parlamento do povo, quando descobriu uma oportunidade tremenda em Corinto. A cidade iria receber uma multidão vinda de vários lugares para os jogos ístmicos. Paulo sabia que todos os hotéis da cidade não comportariam os visitantes que viriam. Foi então que ele desenvolveu uma extraordinária estratégia de montar uma empresa de fazer barracas para atender a demanda, usando os recursos para investir no ministério evangelístico e missionário.

O resultado deste empreendimento é que uma pessoa influente da cidade estado, o ministro da fazenda e tesoureiro Aristóbolo, converteu-se e se tornou um dos obreiros da equipe de Paulo. Várias sacerdotisas se tornaram seguidoras de Jesus e um vasto vocabulário na área de esportes veio a fazer parte do livro sagrado.

Neste século 21 estamos enfrentando um tempo similar, onde Jesus é desconhecido para muitos e temos uma outra oportunidade para reverter o quadro no envio e sustento de obreiros. No final dos anos 80, o Brasil apresentava um crescimento de 12.8% no envio de obreiros transculturais e no início desta década é de apenas 3.5%.

Ao mesmo tempo, a igreja apresenta um crescimento astronômico e nós vemos surgir um Brasil emergente que se torna a sexta economia mundial. Somos o celeiro do mundo na área de grãos, maior produtor e exportador de carne, desenvolvemos uma tecnologia de combustível alternativo e temos nos tornado auto-suficientes em petróleo. Temos ainda a maior reserva de minério de ferro do mundo.  A construção civil surge como a grande oportunidade e um dos negócios mais promissores do momento, com uma grande demanda defasada.

No ano 2007, o Brasil teve 60.000 novos milionários e apresentou um crescimento de quase 50% em apenas um ano. Isto tem levado a uma discrepância assustadora, pois poucos têm aproveitado tal oportunidade de prosperidade. Hoje 10% dos mais ricos controlam 75% da riqueza brasileira e somente projetos cooperativos é que podem mudar esta concentração de riquezas.

Nós, da Horizontes, reunimo-nos e decidimos organizar uma construtora e incorporadora para entrar neste mercado promissor. No momento já estamos com aproximadamente 40 cotas confirmadas e esperamos alcançar ou superar 100 cotas. O objetivo será construir galpões, casas, sobrados e realizar compras e vendas de terrenos. Com o número de cotistas mencionados, podemos iniciar com dois bons galpões e um terreno, para construir duas casas ou sobrados.

Os galpões seriam incorporados na construtora com o objetivo de ter um capital para alcançar a garantia de risco (GIRIC) junto à Caixa Econômica Federal.  Para alcançar o GIRIC é necessário apresentar três balanços e a aprovação do financiamento se dá entre 40 a 85% de qualquer empreendimento residencial; isto depende da boa administração da construtora.   

Uma outra coisa é que terrenos podem ser trocados por unidades habitacionais a preço de custo. E se a construtora possui o terreno tem um lucro ainda maior. O mais admirável é que um apartamento ou casa pode ser vendido na planta e o comprador paga adiantado mais da metade do custo da obra. Que país de oportunidades!

Hoje, as grandes construtoras estão oferecendo R$ 50.000,00 a seus funcionários que encontrarem um bom terreno para seus empreendimentos e os terrenos grandes se tornaram raros e caros nas grandes capitais. É interessante ouvir uma pessoa desta área dizer que algumas construtoras compraram o estádio Brinco de Ouro do Guarani, em Campinas, e o Olímpico do Grêmio, em Porto Alegre, para os colocarem abaixo com o objetivo de levantar empreendimentos imobiliários.

Em algumas regiões de São Paulo um galpão comercial pode ter um aluguel superior de quatro a seis vezes com relação ao aluguel de uma residência, tendo sido investido o mesmo capital. A construção de casas, sobrados e apartamentos está apresentando um retorno entre 4 a 6% mensalmente e é por isso que as construtoras estão multiplicando o capital anualmente, pois trabalham com recursos alheios.

No momento, a irmã missionária Elenir, economista que veio de Londrina, Paraná, está trabalhando conosco e ajudando a organizar o empreendimento. Também estamos orando por um oferecimento de local em São Paulo para funcionar nosso escritório, sem ter gastos desnecessários, com o objetivo de iniciar uma empresa a mais enxuta possível. Temos quatro contadores comprometidos em adquirir as cotas e que têm cooperado com sugestões na área de administração para o trabalho em casa no período inicial, pois o nosso objetivo é economizar até que tenhamos necessidade de um local próprio e funcionários.

Aqueles que têm terrenos em São Paulo ou consórcios imobiliários podem nos consultar para entrarem como cotistas apresentando o que possuem.

Dessa forma, convidamos você a que una forças conosco e, juntos, vamos aproveitar esta grande oportunidade de investimento. Parte do lucro será investido no ministério missionário da Horizontes. Para mais detalhes, acesse:

http://www.mhorizontes.org.br/apresentacoes/Hapessoas_arquivos/frame.htm

No amor do Mestre!

David Botelho é líder da Missões Horizontes para a América Latina. 

veja também