Coluna - Isabel Dutra

Coluna - Isabel Dutra

Atualizado: Sexta-feira, 18 Julho de 2008 as 12

Coluna - Isabel Dutra

O amor que nos impulsiona 

Às vezes, ficamos analisando porque Jesus mencionou várias vezes o amar a Deus acima de todas as coisas e amar o meu próximo como a mim mesmo.

Tenho tido uma experiência bastante marcante, já por quase cinco meses. Voltei as aulas de Japonês em fevereiro deste ano, e desde então, eu pego dois metrôs e um trem todas as manhãs por volta das 7h45, para chegar à escola. Para quem mora em São Paulo, e outras grandes cidades, sabe que este horário pela manhã é um sufoco, todos querem chegar no trabalho no horário, e não querem esperar pelo próximo trem.

Aqui em Tokyo, após o trem já está lotado, os japoneses entram de costas no trem, e simplesmente te empurram. Às vezes, fica difícil até para respirar de tão tumultuado. E meio a este caos, não dá para ler um livro, tirar um Walkman, Discman ou até mesmo um iPod pequeno da bolsa para ouvir uma música. E pensando como eu poderia aproveitar este meu tempo no trem todas as manhãs, Deus me levou a olhar para esta multidão de pessoas, um imenso rebanho sem conhecer o Verdadeiro pastor. Um amor e uma compaixão profunda invadiu o meu coração, e todas as manhãs, por uma hora e meia, quando vou para a escola, oro pedindo a Deus pelos Japoneses. Especificamente pela salvação de suas vidas, seus familiares, pelo trabalho, estudos; oro contra os bulicosos no trabalho e escola (algo muito praticado aqui no Japão e que gera muito suicídio), oro para que Deus toque seus corações. Oro por aqueles candidatos a suicida, estupro, furtos durante aquele dia, e outros. O amor de Deus nos impulsiona a fazer o que esta no Seu coração!

João 3:16, diz que Deus amou o mundo de tal maneira, que deu o seu filho Unigênito para nos salvar. E Jesus nos incentiva a amá-lo acima de todas as coisas e amar o meu próximo como a mim mesmo.

O amor, quando amamos de verdade, nos leva a cometer até mesmo o ridículo para demonstrarmos a pessoa amada o quanto a ou o amamos. Deus deu o seu único Filho, por amor; moças e rapazes deixam a casa de seus pais e se unem no laço matrimonial, por amor; deixamos pais, familiares, amigos, sonhos, países, para irmos as nações, por amor. E onde você está, como o amor pode trazer mudança, esperança e salvação? 

Vejo que quando Jesus mencionou e ensinou que devemos amá-lo acima de todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos. Ele sabia que esta não seria uma tarefa fácil. O amá-lo acima de todas as coisas, nos levará a obedecê-lo sem colocar restrições. O amor ao meu próximo como a mim mesmo, me levará amar todas as raças, culturas e povos, sempre os colocando em primeiro lugar.

Hoje, estamos vivendo em um século onde o amor pela criatura está acima do amor pelo criador, o nosso tesouro tem sido amontoado na terra, e pouco no céu. O amor a Deus tem sido baseado nas bênçãos que recebemos; e o amor pelo próximo, quando o gostar e o amar uma pessoa nos oferece a chance de receber algo em troca.

Podemos amar sim com o amor do Senhor, se andarmos com Ele, e aprendermos com Ele. Quanto mais nós gastarmos tempo com Ele, mais parecido (a) com Ele vamos ficar. E a terra se tornará um lugar mais fácil para se viver.

Vamos pedir a Deus que nos ajude a amar de verdade, vamos pregar o amor, vamos viver o amor. Então, vamos crescer e amadurecer neste amor e, o compartilhar das mais diversas forma; amando, orando, demonstrando-o de forma visível. Ame e cause um impacto fortíssimo nesta geração tão carente de amor!

Isabel Dutra é missionária da JOCUM (Jovens com uma missão) e professora de inglês. Nascida em Minas Gerais, já atuou em missões na Inglaterra e atualmente está no Japão.

veja também