Coluna - Petter Garrido: O social em alta!

Coluna - Petter Garrido: O social em alta!

Atualizado: Sexta-feira, 20 Junho de 2008 as 12

  "Fazer o bem sem olhar a quem!" Creio que você já ouviu esta frase. Mais que ouvir, é bom ver na prática muitos ajudando. É preciso que nós tomemos essa importante atitude, agindo por amor ao próximo. Isso é ordem de Deus!

A cada dia aumenta a lista de generosos que fazem grandes doações. É moda ou marketing? Para alguns é moda, já para outros é estratégia de marketing. Não se pode negar que responsabilidade social está na crista da onda! Isso porque além de agregar valores às empresas ou personalidades, melhora (e muito) a imagem de quem está precisando!

Quando você vê na mídia uma empresa, pessoa, personalidade ou um artista fazendo uma grande doação, fique sabendo que o custo benefício em algumas vezes é calculado antecipadamente. Existe também o caso de pessoas que construíram verdadeiros monumentos de solidariedade, que só apareceram quando vieram a falecer. Assim foi com Ayrton Senna, campeão nas pistas e na solidariedade, ele já ajudava muitas crianças e só tomamos conhecimento após sua partida. Na verdade, a generosidade é sempre bem vinda para quem está passando por qualquer carência. Existem aqueles que preferem o anonimato, doam, mas pedem para não aparecer. São muitas as carências, que se multiplicam em variadas necessidades em todas as faixas etárias.

Foi fazendo um trabalho para faculdade que me senti atraído por uma causa puramente solidária! Trata-se de Lábio Leporino, uma fenda no lábio ou palato, que acontece ainda na formação do feto, ou seja, na gestação. Uma criança nasce com fissura labiopalatal em meio a 650 partos. Essa é um problema grave que tem como causa, a realização de raios X na região abdominal, o uso de medicamentos como anti-convulsivantes ou corticóide, ingestão de álcool ou cigarros durante o primeiro trimestre gestacional.  A má nutição e hereditariedade também são fatores causadores da deformidade. O problema, quando não é tratado, pode prejudicar a fala, a audição e a respiração, além de afetar a auto-estima da criança. Preciso lhe lembrar que não existe nada pior do que ver crianças sofrendo. A melhor alternativa é a intervenção cirúrgica, que resolve o problema.

Pensado em tudo isso, resolvi levar a campanha para o exterior da faculdade.  Ao conversar com uma colega do meu grupo, conheci a Funar, Fundação Nair Vilella Rabelo, que realiza cirurgias com o apoio do Hospital Vera Cruz, e através de doações concretizam as cirurgias por um preço de custo, já que os médicos doam seu trabalho.

Consegui firmar uma parceria com a Igreja Quadrangular e com a ajuda de amigos. Pastores se compadeceram das crianças e cederam gratuitamente os veículos de comunicação da Igreja para divulgar a causa. Estamos no início, mas acredito que logo colheremos frutos. Na primeira fase da campanha, combatemos o preconceito e incentivamos a inclusão social. Já na segunda etapa, estamos chamando a atenção para que as pessoas e empresas possam fazer doações para a realização de cirurgias. Os que participarem serão chamados de padrinhos, pois ajudarão a colocar um sorriso para sempre no rosto de uma criança. Que antes não tinha esperança. É só entrar em contato, afinal, defender esta causa de cunho social não tem preço! Ligue para Funar (31) 3290-1177.   

Informe-se no site: http://guiadobebe.uol.com.br/recemnasc/labio_leporino.htm

Petter Garrido é jornalista, publicitário, ator, produtor, roteirista, diretor de vídeo e cinema. Secretario de comunicação da Igreja Quadrangular em Minas Gerais, faz assessoria de comunicação para a Presidência nacional e estadual da Igreja. Dirige e apresenta o programa Quadrangular uma Igreja em Ação, que vai ao ar na Band, aos sábados 8h40 (manhã). É produtor e apresentador do programa Interview Gospel, há nove anos no ar na 107 FM, ocupando o primeiro lugar no seguimento e terceiro no ranking geral. E já atuou como ator também.  

veja também