Com esportes aquáticos, evento arrecada dez toneladas de donativos

Com esportes aquáticos, evento arrecada dez toneladas de donativos

Atualizado: Quinta-feira, 3 Fevereiro de 2011 as 3:02

Quarta-feira de muito sol no Rio de Janeiro, mas muitos trocaram a tarde na praia ou no ar condicionado de um cinema para ir ao Parque Aquático Julio Delamare. Além da oportunidade de ver apresentações de saltos ornamentais, pólo aquático e nado sincronizado, a chance de ajudar. O evento arrecadou dez toneladas de donativos para as vítimas das enchentes na Região Serrana do estado.

- O evento atingiu completo êxito. Qual era o objetivo aqui? Conseguirmos os alimentos e materiais de limpeza, e chegamos a dez toneladas. Segundo, o evento é a promoção dos esportes aquáticos e levamos o pólo aquático e nado sincronizado para todo o país pela televisão. O terceiro é evoluir nosso nado sincronizado, com a participação da seleção russa, que é muito forte. Quem está aqui viu. São as atletas mais premiadas do mundo - declarou o presidente da CBDA, Coaracy Nunes.

Além das apresentações, o evento contou ainda com a participação dos atores Fernanda Souza, Fiorella Mattheis e Gustavo Leão.

- É um momento incrível, muito importante. Estou muito feliz de estar aqui. Nossa ajuda é importante e necessária – afirmou Fernanda Souza.

Os atletas olímpicos Cassius Duran e Cesar Castro, que se apresentaram nos saltos ornamentais, e Kaio Márcio, da natação, também marcaram presença no Julio Delamare.

- É muito importante ter esta solidariedade, todo mundo querer ajudar. Não adianta cruzar os braços. Cada um tem que fazer sua parte. Quanto mais pudermos arrecadar, melhor – destacou Kaio.

O ponto alto do dia de atrações foi a apresentação da seleção russa de nado sincronizado, tricampeã olímpica e pentacampeã mundial.

- É um evento grandioso. Temos uma ligação grande com o Brasil. Estamos pela sexta vez aqui para treinamento e apresentações. Amamos muito todos por aqui porque sentimos que tem um grande coração. É uma pequena ajuda, mas ficamos felizes – disse a técnica da seleção russa, Tatiana Prokoviskaya.

As atletas da Rússia, aliás, também tem seu drama particular. Duas horas depois de a delegação embarcar para o Brasil, um atentado no aeroporto de Moscou matou pelo menos 35 pessoas e feriu cerca de 150.

veja também