Comunistas rebeldes decapitam pastor em frente sua esposa

Comunistas rebeldes decapitam pastor em frente sua esposa

Atualizado: Quinta-feira, 23 Setembro de 2010 as 2:38

A International Christian Concern (ICC) teve notícias em 4 de setembro de que um pastor foi decapitado por comunistas rebeldes, e já morto teve seu corpo decepado no vilarejo de Valam Guve, Índia. Os agressores também feriram gravemente sua esposa.

Quando o pastor Pangi Papa Rao e sua esposa, Chittamma, retornavam da reunião de oração por volta das 3h30 foram parados por comunistas mascarados. O pastor identificou-se e explicou que estavam retornando de uma reunião de oração. Assim que se identificou, Rao foi assassinado em frente a sua esposa, quem também foi agredida.

Os comunistas (maoístas) atestaram ao jornal local que foram os responsáveis pela morte do pastor. Alegaram que o mataram porque acreditavam que ele era um informante do governo indiano. Assim, os agressores deixaram em estado de alerta: outros poderiam também receber a mesma punição.

Fontes da ICC disseram que o pastor era um cristão dedicado e nunca trabalhou como informante do governo. Ele era casado e tinham uma filha de 19 anos. A igreja do pastor Rao tinha 40 membros quando foi fechada, e agora atende perto de onde era. Comunistas (maoístas) rebeldes têm lutado contra o governo indiano há anos, com um forte apoio entre os camponeses sem terra e grupos tribais.

O representante regional da ICC do sul asiático, Jonathan Racho, diz: “Estamos profundamente tristes pelo assassinato do pastor Rao. Condenamos veemente a brutalidade do assassinato e agressões a sua esposa. Solicitamos que o governo indiano proteja seus cidadãos de tais crimes hediondos.”

veja também