Concílio Geral Metodista aprova o Dia Nacional do discipulado

Concílio Geral Metodista aprova o Dia Nacional do discipulado

Atualizado: Quinta-feira, 20 Outubro de 2011 as 2:38

No 19° Concilio Geral da Igreja Metodista, realizado em Brasília, na Igreja Metodista da Asa Sul, nos dias 9 à 17 de julho de 2011, o Colégio Episcopal em seu relatório, apresentou a data do Dia de Pentecostes para comemorar o Dia Nacional de Discipulado.

Esta sugestão foi encaminhada pela Câmara Nacional de Discipulado, aceita pelo Colégio Episcopal e apresentada em relatório ao 19° Concílio Geral da Igreja. A partir de agora temos uma data oficial para comemorar o Dia do Discipulado na Igreja Metodista: O dia de Pentecostes. Sugerimos que esta data ser transformada em ações nas Igrejas Locais, Distritos, Regiões e na área Nacional, aproveitando os grupos societários, Escola Dominical e as próprias celebrações da Igreja com participação dos Pequenos Grupos Wesleyanos.

O Modelo de discipulado Nacional está definido no Plano Nacional Missionário  também aprovado no 19° Concílio Geral.

Nosso modelo é o Senhor Jesus. Nossa tradição é Wesley e os primeiros Metodistas. E o nosso programa é estabelecer pequenos grupos, treinar líderes locais e realizar retiros para aprofundar o encontro com Deus (Segundo a Pastoral sobre o movimento G-12 – p. 3). "Encerramos esta orientação pastoral sobre o  G-12 destacando que na Igreja Metodista a realização de encontros, retiros e acampamentos, que busquem aprofundar a experiência com a Graça de Deus, crescimento na vida cristã e maturidade espiritual ou, em outras palavras, que busquem um encontro com Deus, é legítima e necessária,  faz parte da nossa tradição de fé e de espiritualidade".

Discipulado e o Dia de Pentecostes - O Pentecostes era uma festa agrícola judaica em que se ofereciam a Deus os melhores feixes da colheita. Era uma festa não só de alegria e de encontro das famílias, como também de partilha com os mais necessitados. Era celebrada sete semanas (cinqüenta dias) depois da Páscoa, encerrando as solenidades pascais. Por isso, também se chamava Festa das Semanas.

A partir das reformas de Esdras e Neemias, em meados do século V a.C., a Festa de Pentecostes passou a celebrar o Dom da Lei no Sinai, a festa da Aliança entre Deus e o povo.

Com base nas tradições e nos costumes judaicos a respeito de Pentecostes, Lucas fala de um novo Pentecostes: a presença do Espírito Santo guiando a missão dos evangelizadores no anúncio da Palavra de Deus e no Discipulado.

Assim, cinqüenta dias após a Páscoa, a Festa de Pentecostes celebra o dom do Espírito Santo enviado por Deus à Igreja. A promessa de Jesus aos seus discípulos se realiza: "Mas recebereis o poder do Espírito Santo que virá sobre vós, para serdes minhas testemunhas em Jerusalém, por toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra" (At 1,8).

Jerusalém é o lugar onde termina o "tempo de Jesus" e começa o "tempo da Igreja". Os "atos" de Jesus começam na Galiléia e terminam em Jerusalém. Os "atos" dos apóstolos começam em Jerusalém e vão até os confins do mundo fazendo discípulos e discípulas.

Portanto, Jerusalém é ponto de chegada e ponto de partida. É o lugar da manifestação do Espírito Santo de Deus, que encoraja os apóstolos para a missão do Discipulado de Jesus.

No dia de Pentecostes, os discípulos estavam reunidos em Jerusalém. Depois dos acontecimentos da Páscoa, ficaram cheios de medo. Viviam juntos, desligados do mundo, mas eis que o Espírito Santo, dom de Deus, veio sobre eles. Assim, aquele grupo de homens e mulheres amedrontados adquiriu a consciência de ser uma comunidade de discípulos e discípulas, uma Igreja, isto é, o corpo místico de Cristo. Todos sentiram que Jesus estava entre eles, mais ainda do que antes, porque, na realidade, Jesus não mais estava com eles, estava neles. Assim abraçaram a Missão do Discipulado.

Então a Igreja se manifestou publicamente e começou a difundir o Evangelho mediante a pregação, gerando novas vidas e fazendo discípulos e Discípulas. O Pentecostes foi o Dia que discípulos e discípulas abraçaram a Missão do Senhor. Missão sem medo e no poder do Espírito Santo.

Oramos para que o Espírito Santo gere em nós a coragem, a graça e o poder para que possamos avançar na visão de fazer Discípulos e discípulas.  Celebre o Dia de Pentecostes! Celebre o Dia do Discipulado. Coloque esta data na Agenda da Igreja e vamos celebrar.

Rev. Edson Cortasio Sardinha

Câmara Nacional de Discipulado    

veja também