Construção de novo templo é desafio em São Tomé e Príncipe

Construção de novo templo é desafio em São Tomé e Príncipe

Atualizado: Sexta-feira, 17 Julho de 2009 as 12

Para avançar e resgatar ainda mais vidas, a pregação do Evangelho em São Tomé e Príncipe, país do continente africano, precisa ultrapassar algumas as barreiras como o alcoolismo, da idolatria, da prostituição e da feitiçaria que escravizam milhares de pessoas. A luz de Cristo tem resplandecido naquele país através do trabalho dos missionários das igrejas batistas do Brasil através de Missões Mundiais e vidas tem sido restauradas para adorar o Criador. Muitos são os testemunhos de salvação durante os 10 anos de história da Primeira Igreja Batista de São Tomé e Príncipe, base do trabalho missionário, que agora precisa de um templo maior

Atualmente, o maior desafio dos missionários em São Tomé é a construção de um novo templo; o atual lugar onde as reuniões acontecem ficou pequeno para comportar o número de crentes e visitantes que vão até lá adorar a Deus. Para que este sonho se concretize seria necessária a participação de 400 parceiros (irmãos, igrejas e empresários) com um apoio de R$ 500,00 (quinhentos reais) em cota única.

A maioria da igreja é formada por estudantes que não trabalham e são sustentados pelos pais. Muitos crentes e famílias santomenses fazem uma única refeição por dia por causa da situação econômica do país. Apesar das dificuldades financeiras, os crentes santomenses estão mobilizados, ajudando com os recursos que Deus coloca em suas mãos.

Os missionários de Missões Mundiais que lá estão, o casal Pr. Levi Godinho e Lúcia da Silva e Rosângela Batista, também passaram a investir na formação e treinamento de líderes locais, através do Curso Básico de Teologia, para que o trabalho seja contínuo e eleve o número de batismos, que até o momento chega a 16.

A PIB de São Tomé experimenta o cuidado de Deus e o cumprimento da palavra do salmista Davi, que declarou que “o Senhor é o meu pastor e nada me faltará”. É com esta fé que estes irmãos aguardam os recursos para a construção do novo templo.

veja também